PUBLICIDADE

Inspirada na arquitetura Maya, nova estação de trem no México usará luz e ventilação naturais para evitar emissões de carbono

Inspirada na arquitetura Maya, nova estação de trem no México usa luz e ventilação naturais para evitar emissões de carbono

Difícil não ficar embasbacado com o projeto desenvolvido pelo escritório de arquitetura AidiaStudio para a nova estação de trem a ser construída em Tulum, na Riviera Maya, que fica localizada na Península de Yucatán, na região do Caribe mexicano. É simplesmente lindíssimo! E o mais bacana, totalmente focado na sustentabilidade, na interação com o meio ambiente e no legado dessa civilização antiga, que cresceu e teve seu apogeu ali, e dominou como poucos a matemática, a escrita, o artesanato e a astronomia.

O projeto priorizou o uso da luz e da ventilação naturais, assim como o emprego de materiais utilizados pelos Maya e também, houve uma grande preocupação em manter a vegetação nativa.

“Um dos elementos-chave era minimizar a pegada da estação, então, depois de explorar diferentes configurações espaciais, decidimos por uma estrutura em forma de olho, mais ampla no centro, onde as funções principais convergem”, afirmam os arquitetos responsáveis pelo projeto.

PUBLICIDADE

Eles explicam que, como o clima na Península de Yucatán é tropical, com chuvas e muita umidade no verão, para lidar com esses extremos, eles planejaram uma grande cobertura de treliça aberta, envidraçada em locais estratégicos, possibilitando espaços públicos semiabertos, que funcionem sem ventilação artificial.

“Já a luz do sol que penetra pelo telhado projeta padrões geométricos nas paredes e pisos da estação, formando um jogo de luzes e sombras, viajando pelo espaço e evocando diferentes sensações nos passageiros”, diz a equipe do AidiaStudio.

A geometria aerodinâmica do telhado também tem a função de canalizar a brisa do mar e levá-la
para dentro da estação

“Ao longo do desenvolvimento do design, nosso objetivo foi ‘infundir’ a estação com algumas das características mais conhecidas da arquitetura Maya: simetria, monumentalidade, alinhamento geométrico e o uso de calcário. Como tal, tentamos honrar essa herança resgatando aquela mesma qualidade espacial, apenas reinterpretada de uma forma contemporânea”, ressaltam os arquitetos.

O projeto da estação contempla uma área de 14 mil metros quadrados e suas obras têm previsão de início para janeiro de 2022 e término em junho de 2023.

Confira abaixo outras imagens belíssimas do projeto:

Leia também:
Conexão com o sagrado: um mergulho nas cavernas subterrâneas da Riviera Maia, no México
Com design inspirado na natureza, nova sede da Amazon terá 100% da energia originária de usina solar

Escolas verdes: alunos mais saudáveis e notas melhores
Novos prédios e casas de Nova York serão obrigados a ter telhado verde ou painéis solares
Prédio terá 23 mil árvores para melhorar qualidade do ar
Escola rural do Tocantins ganha prêmio internacional de arquitetura Building of the Year 2018
Museu do Amanhã ganha prêmio internacional de “Construção Verde Inovadora”

Imagens: divulgação AidiaStudio

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE