PUBLICIDADE

Influenciador palestino de gastronomia mostra ‘quitutes’ que prepara para crianças em Gaza com alimentos das caixas de ajuda humanitária

Hamada Shaqoura tem 32 anos. Ele a mulher, Lamis, de 25 anos, trabalhavam com marketing de mídia social e Hamada ainda era influenciador digital, especializado em gastronomia. Isso até 7 de outubro, quando o grupo terrorista Hamas invadiu Israel e, este país, em nome de seu “direito de defesa”, empreendeu uma guerra desproporcional na Faixa de Gaza, que já matou 32.845 palestinos, entre eles cerca de 15 mil crianças (*).

Lamis e Hamada antes dos ataques de Israel em Gaza
Foto: reprodução Change

Como a maioria dos moradores desse território ocupado, Hamada Shoo, como é mais conhecido nas redes, e sua companheira perderam a casa – também, o estúdio de gravação que tinham acabado de montar para profissionalizar mais o seu trabalho – e tiveram que fugir para o sul. “Tudo foi destruído”, contou.

Hoje, vivem em um acampamento. E, claro que, por conta dos ataques e dos deslocamentos, Hamada sumiu das redes sociais. Até que, há cerca de três semanas, reapareceu no Instagram (60,5 mil seguidores) e no TikTok (88,3 mil seguidores) para mostrar alimentos que os palestinos recebem nas caixas de ajuda humanitária jogadas por aviões no território. E o que tem feito com eles (assista aos vídeos no final deste post).

Mesmo em condições restritas, os vídeos são editados bem ao estilo dos influenciadores de culinária, com cortes abruptos a cada ingrediente apresentado e que faz parte da receita, até o prato pronto.

Assim, Hamada Shoo prepara os pratos

No primeiro post, Hamada escreveu, ao receber um das caixas da ajuda humanitária: “O conteúdo de um pacote de alimentos para pessoas deslocadas em Gaza, quando você tem a sorte de conseguir um”. 

Numa das caixas, molhos, fiambre e legumes enlatados: “o conteúdo de um pacote de alimentos para pessoas deslocadas em Gaza, quando você tem a sorte de conseguir um”, conta ele

No post seguinte, produziu o que chamou de Sanduíche Dourado para as crianças: “Feito com 95% do pacote de ajuda e 5% de amor e resiliência”. 

Eu diria que foi o contrário: amor e resiliência é o que mais se vê nesse vídeo.

Para o primeiro prato apresentao, eEe usou fiambre (embutido de carne de porco cozida e processada), pão, tomate, cebola e pimentão. Depois passou a panqueca recheada em um líquido que parecia leite e empanou numa farinha cor de açafrão (não entendo da culinária daquela região, tá?) para fritar. 

Sanduíche Dourado e Beef Taco in Gaza-Style: fiambre é a base que se transforma com a criatividade do chef Hamada

Já no vídeo que publicou ontem, Hamada fez ‘Beef Taco in Gaza Style’ (Taco de Carne ao estilo Gaza em tradução livre) também para os pequenos. E contou: 

“Os suprimentos são muito limitados, mas, mesmo assim, fazemos magia, e podemos fazer as crianças sorrirem com um simples taco”. 

Novamente fiambre, cebola, pimentão, pão… e mais duas novidades: milho e batata (que ele fritou). E as crianças amaram. 

Qualquer comida que Hamada invente, elas aprovam

Seus vídeos revelam um pouco do que pode ser a vida nos acampamentos na hora de cozinhar e quando não há bombardeios (ele não comentou sobre isso) e de como pequenas manifestações podem trazer alegria, em especial para as crianças de Gaza. 

A seguir, assista aos vídeos nos quais Hamada mostra os ingredientes que usa e a aprovação das crianças. Por que ele faz cara de bravo (ou seria sexy?), ainda não descobri. Repare na carinha das crianças ao verem os quitutes de Hamada.

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE