Incêndios devastam a Sardenha na Itália e animais morrem carbonizados

A ilha italiana da Sardenha está queimando há mais de 60 horas. Autoridades locais já decretaram estado de emergência. Estima-se que as chamas tenham destruído cerca de 20 mil hectares de florestas, mas a área pode ser ainda maior. 1.500 pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas. E muitos animais que não conseguiram fugir do fogo morreram carbonizados. Uma cena desoladora. As imagens de aves, ovelhas e cavalos queimados vivos ou mortos sufocados pela fumaça são chocantes.

O incêndio começou no sábado (24/07) na província de Oristano e logo se espalhou para mais de dez localidades. Milhares de árvores centenárias e até, milenares, foram queimadas. De acordo com informações de sites italianos, mesmo com toda ajuda vinda de outros países, como Grécia e França, para tentar controlar o fogo, esse parece ser um desastre ambiental irreparável. 

No domingo (25/07), a União Europeia enviou dois aviões para combater às chamas. Eles se unem a outros onze que já estão na Sardenha. Os mais de 7 mil bombeiros e voluntários enfrentam dificuldades porque ventos muitos fortes e quentes servem de combustível para novos focos de incêndios.

Imagem impressionante do helicóptero em meio às labaredas

A clínica veterinária Duemari, em Oristano, está tratando vários animais queimados pelo fogo na região.

Um dos primeiros hospitalizados é um cão que agora se tornou um símbolo da Sardenha que queima. Ele foi batizado de Ângelo. Como é um cão pastor, para proteger seu rebanho de ovelhas, ficou parado enquanto as chamas o envolviam. Apesar das feridas profundas, os veterinários estão esperançosos que ele irá sobreviver.

Ângelo virou um símbolo da tragédia em Oristano

Ainda não se sabe exatamente quais foram as causas do incêndio. A ilha foi atingida recentemente por uma onda de calor extremo oriunda da África. Assim como outras regiões do planeta, a crise climática também pode ser uma das responsáveis pela catástrofe.

Uma tragédia na terra italiana.

*Com informações do site Non Animali e do jornal The Guardian

Leia também:
Fumaça de incêndios florestais da costa oeste dos Estados Unidos chega a cidades do outro lado do país
Presidente alemão ‘culpa’ mudanças climáticas pelas chuvas intensas no país
Desmatamento e crise climática estão fazendo com que parte da Amazônia já emita mais CO2 do que absorva
Fim da venda de carros a gasolina e diesel e taxa de carbono sobre importação estão no novo plano da União Europeia contra a crise climática
Bilhões de animais marinhos morrem com onda de calor extremo no Canadá

Fotos: reprodução Facebook Clinica Veterinaria Duemari e Regione Siciliana Portale Istituzionale (helicóptero ao lado das chamas)

Fernanda Tripode

Formada em Direito pela Universidade Braz Cubas, é advogada em São Paulo. Apoia o ativismo jurídico pelos Direitos Animais e as causas ambientais. Ama os animais e adora viajar

Deixe uma resposta