“Imagina as coisas que foram ditas longe da câmera… Nosso futuro em comum é apenas um jogo para eles”, escreveu Greta Thunberg sobre declarações de Ricardo Salles

Em 23/5, um dia depois da repercussão negativa das declarações desumanas, antiéticas e criminosas do ministro do meio ambiente, Ricardo Sallesque vieram a público com a liberação de vídeo da reunião ministerial ocorrida em 24 de abril, pelo juiz Celso de Mello do STF -, a ativista climática Greta Thunberg reagiu, em seu Twitter.

Indicando o link de uma reportagem sobre o tema, copiou trecho de uma das frases ditas por ele – “Precisamos fazer um esforço enquanto estamos neste momento calmo em termos de cobertura da imprensa, porque eles estão falando apenas do COVID…” – e acrescentou: “Imagine as coisas que foram ditas fora da câmera … Nosso futuro comum é apenas um jogo para eles”. Arrematou com a hashtag #SalvemAAmazônia.

A frase completa, dita por Salles, inclui, ainda, o trecho mais polêmico que marcou o pronunciamento: “e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas”.

Em dezembro de 2019, Greta criticou o assassinato de mais dois indígenas Guajajara no Brasil (o primeiro, Paulo Paulino, foi em novembro) e foi chamada de pirralha por Bolsonaro. No dia seguinte, a ativista foi anunciada como Personalidade do Ano pela revista Time.

A revelação das declarações de Salles coincidem com um momento muito crítico na Amazônia, em que o desmatamento explodiu. Na semana passada, o Imazon divulgou que, em abril, o desmatamento bateu recorde dos últimos dez anos. No início deste mês, com dados do Deter*, o sistema de alertas de desmatamento, o Inpe já havia divulgado aumento de 64% na destruição da floresta em abril

E, hoje, o Conexão Planeta anunciou que faz parte do movimento de jornalistas socioambientais independentes, da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental, contra a politica antiambiental de Ricardo Salles.


Fotos: Divulgação (Greta Thunberg) / Lula Marques/Fotos Públicas (Ricardo Salles)

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta