Grandes nomes da música mundial farão megashow pela internet para arrecadar fundos de combate ao coronavírus

Grandes nomes da música mundial farão megashow pela internet para arrecadar fundos para o combate ao coronavírus

*Atualizado em 18/04/20

No sábado, dia 18 de abril, a partir das 4h da tarde, você e o mundo inteiro já têm um programa marcado: assistir, pela internet, ao show “One World: Together At Home” (“Um Mundo: Juntos em Casa”, na tradução para o português). O anúncio sobre a realização do evento de arrecadação de fundos para o combate ao coronavírus foi feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com curadoria da cantora Lady Gaga, a apresentação contará com a participação de grandes nomes da música internacional. Já estão confirmados Elton John, Rolling Stones, John Legend, Paul McCartney, Alanis Morissette, Alicia Keys, Taylor Swift, Andrea Bocelli, Billie Eilish, Stevie Wonder, Lizzo, Chris Martin, Sam Smith, Shawn Mendes, entre outros (confira lista completa na página da iniciativa).

A apresentação do megashow será feita por Jimmy Fallon, Jimmy Kimmel e Stephen Colbert, conhecidos astros da televisão nos Estados Unidos.

“One World: Together At Home” será transmitido por diversas plataformas digitais, como Alibaba, Amazon Prime Video, Apple, Facebook, Instagram, LiveXLive, Tencent, Tencent Music Entertainment Group, TIDAL, TuneIn, Twitch , Twitter, Yahoo e YouTube. Além disso, no Brasil, o evento poderá ser visto ainda pela televisão, nos canais da MTV, Comedy Central e Paramount Channel.

Todo o dinheiro arrecadado com o show, que é uma parceria entre a OMS e o movimento Global Citizen, que trabalha para erradicar a extrema pobreza no mundo, será destinado a profissionais de saúde na linha de frente contra o COVID-19 e também, instituições de caridade locais e regionais que fornecem comida, abrigo e assistência médica àqueles que precisam de ajuda.

Segundo Lady Gaga, na última semana, o Global Citizen já conseguiu arrecadar 35 milhões de dólares, através de doações filantrópicas e de empresas. Durante a transmissão do show, no dia 18, os idealizadores da iniciativa irão divulgar de que forma as pessoas podem ajudar e contribuir com a causa.

“É muito importante pensar globalmente e apoiar a Organização Mundial de Saúde para conter a pandemia e prevenir futuros surtos”, ressaltou a cantora. “Queremos destacar a gravidade desse movimento cultural, histórico e sem precedentes”.

Além das apresentações musicais, o programa terá histórias de profissionais de saúde, que estão arriscando suas vidas, assim como relatos de pessoas que foram curadas por esses “heróis”.

“Espero que nós, como humanidade, depois que tudo isso acabar, sejamos para sempre gratos pelo trabalho de médicos, enfermeiros, professores, trabalhadores de supermercados e todos aqueles que são a espinha dorsal de nossas comunidades”, disse Hugh Evans, fundador e CEO do Global Citizen.

Desde meados de março, o movimento já estava promovendo shows, com artistas internacionais, através das redes sociais, conforme mostramos neste outro post.

Em outros momentos de nossa história recente, celebridades do universo da música se juntaram em prol de uma grande causa. Em 1985, Bob Geldof e Midge Ure organizaram o “Live Aid” para levantar recursos para combater a fome, na Etiópia. Em 2010, foi a vez do “Hope for Haiti Now”, quando cantores se juntaram para arrecadar dinheiro a ser usado na reconstrução do país caribenho, destruído por um terremoto.

*Texto alterado para incluir os nomes de mais artistas que participarão do show e também, o horário da apresentação

Leia também:
U2 lança música em homenagem a italianos e profissionais de saúde combatendo o coronavírus
Coldplay anuncia que só fará turnês novamente quando shows forem mais sustentáveis
Jogadores de futebol estão em campanha da OMS que mostra cinco passos para evitar o coronavírus
Museus fazem desafio divertido para a quarentena: convidam internautas a reproduzir obras de arte em casa, com poses e objetos

Fotos: reprodução Facebook artistas

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta