Governo de Hong Kong ordena sacrifício de milhares de hamsters com temor de surto de covid

Governo de Hong Kong ordena sacrifício de milhares de hamsters com temor de surto de covid

Com a política de “covid zero”, ou seja, reduzir ao máximo o número de contaminações pelo novo coronavírus, as autoridades de Hong Kong determinaram que dois mil hamsters devem ser sacrificados. Os animais pertenciam a uma loja de bichos onde dois funcionários testaram positivo para a doença. Decidiu-se então testar os animais e onze hamsters estavam infectados. Após a descoberta, o governo declarou que outros 34 pet shops também deveriam entregar esses pequenos roedores para serem mortos. Mais 150 pessoas que tiveram contato com os empregados estão em quarentena.

“Avaliamos que os riscos desses lotes são relativamente altos e, portanto, tomamos a decisão com base nas necessidades de saúde pública”, informou o Ministro de Agricultura, Pesca e Conservação, Leung Siu-fai, em nota. “Pedimos a todos os donos de animais de estimação que observem uma higiene rigorosa ao manusear seus animais e gaiolas. Não os beijem nem os abandonem nas ruas”.

A medida provocou imediata reação na população, já que as autoridades ordenaram que quem tivesse comprado um hamster no final de dezembro também deveria entregar seu bichinho (os animais infectados chegaram da Holanda, de navio, no mês passado).

Milhares de pessoas já assinaram uma petição online pedindo a revogação da determinação e nas redes sociais muita gente se ofereceu para adotar os bichinhos. Organizações de proteção animal protestaram, chamando a decisão do governo de Hong Kong de “drástica e desnecessária”.

“Estamos chocados e preocupados com o recente anúncio sobre o manejo de mais de 2 mil animais. Pedimos aos donos de animais que não entrem em pânico ou os abandonem”, declarou a Society for the Prevention of Cruelty to Animals (SPCA).

Especialistas afirmam que não existem evidências que confirmem a transmissão do novo coronavírus entre seres humanos e animais. Todavia, em 2020, mais de 15 milhões de visons foram sacrificados na Dinamarca por causa da covid.

*Com informações do South China Morning Post, France 24 e Agência de Notícia Reuters

Leia também:
Mais animais, como gorilas e leões, testam positivo para a covid em zoológicos dos Estados Unidos
Mais um leopardo-das-neves morre com complicações da covid em zoológico dos Estados Unidos
Tigres, ursos, leões e furões são vacinados contra a covid em zoológico americano
Dois leões morrem de Covid em zoológico da Índia

Foto: domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Governo de Hong Kong ordena sacrifício de milhares de hamsters com temor de surto de covid

  • 21 de janeiro de 2022 em 9:31 AM
    Permalink

    Uma maneira simplista de “tapar o sol com a peneira”, “arrebentando a corda pelo lado mais fraco”, já que pessoas portadoras e transmissoras do vírus, não podem ser mortas.

    Resposta

Deixe uma resposta