PUBLICIDADE

Golfo Duce, na Costa Rica, conquista título de ‘Sítio do Patrimônio das Baleias’, o primeiro da América Latina

Golfo Duce, na Costa Rica, conquista título de 'Sítio Patrimônio das Baleias', o primeiro da América Latina

Todos os anos, o programa Whale Heritage Sites analisa candidaturas de variados países em busca do título Sítio do Patrimônio das Baleias. Desenvolvido pela Aliança Mundial dos Cetáceos (World Cetacean Alliance, fundada em 8 de junho de 2013, Dia Mundial dos Oceanos), conta com o apoio da organização Proteção Animal Mundial.

A chancela reconhece destinos excepcionais que oferecem e celebram a observação responsável e sustentável de baleias e golfinhos selvagens, incentivando a indústria do turismo a proteger a vida silvestre marinha.

Golfinhos na baía do Golfo Dulce, na Costa Rica / Foto: Proteção Animal Mundial/divulgação

Este mês, foi a vez do Golfo Dulce, na Costa Rica, ganhar a distinção. Com mais um detalhe: é o primeiro local reconhecido pela WHS na América Latina e o 8º no mundo.

O Golfo Dulce é uma baía curva, de aproximadamente 50 km de extensão e área de 750 km2, cercada pela Península de Osa, que abriga duas espécies de golfinhos – nariz-de-garrafa e o pintado pantropical –, além de receber baleias jubarte (Megaptera novaeangliae) dos oceanos Pacífico Norte e Sul para darem à luz e amamentarem seus filhotes.

Trecho do Golfo Dulce, na Costa Rica / Foto: Proteção Animal Mundial/divulgação

“Temos o prazer de conceder o status de Patrimônio das Baleias ao Golfo Dulce como um dos lugares mais destacados do mundo para observação de baleias, onde a população local reconhece seu patrimônio natural com um profundo sentimento de orgulho e desempenham um papel central na proteção dos cetáceos e dos seus habitats”, declarou Elizabeth Cuevas, gerente de Sítios de Patrimônio das Baleias da World Cetacean Alliance.

“Parabenizamos o Comitê Diretivo e a comunidade em geral pelo extraordinário trabalho que culminou nesta merecida acreditação”, acrescentou. 

Patrimônios e candidaturas pelo mundo

Até agora, outros sete paraísos de baleias e golfinhos receberam a mesma certificação: 
– Hervey Bay, na Austrália (2019, primeiro patrimônio reconhecido);
– Bluff Bay, em Durban, e Algoa Bay, em Porto Elisabeth (2021) e Plettenberg Bay, na Garden Route (2023), as três na África do Sul,
– Dana Point, na Califórnia, Estados Unidos (2021), 
La Gomera, nas ilhas Tenerife, Espanha (2021) e
Açores, em Portugal (2023).

Este ano, ainda estão sendo analisadas 1O candidaturas, entre elas, duas do Brasil: 
– Ilha da Madeira (Portugal), 
– Vancouver Island (Canadá), 
– Santa Barbara Channel (Califórnia/EUA), 
– Marlborough Sounds (Nova Zelândia), 
– The Whitsundays (Austrália), 
– Cabo Polonio (Uruguai), 
– Salvador, toda a costa e Berçário de Santa Catarina, nos municípios de Garopaba, Imbituba e Laguna, inscrito em 2022 (Brasil), 
– South San Jorge Gulg (Argentina) e 
– Ombai-Wetar Strait (Timor-Leste).

A seguir, assista aos registros de ‘show’ de uma baleia-jubarte mãe e seu filho no Golfo Dulce, na Costa Rica:

Foto (destaque): Tropical Escapade/divulgação

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE