Gilberto Gil regrava a música ‘Tenho Sede’ em apoio à campanha para a construção de um milhão de cisternas

Gilberto Gil regrava a música 'Tenho Sede' em apoio à campanha para a construção de um milhão de cisternas

“Traga-me um copo d’água, tenho sede, e essa sede pode me matar”. Muito linda, ao mesmo tempo, triste, a música Tenho Sede, escrita por Dominguinhos e Anastácia em 1976, foi gravada por Gilberto Gil em 1977 para o álbum Refazenda. Agora, Gil gravou nova versão e um clipe para a campanha de apoio ao Programa 1 milhão de Cisternas, desenvolvido pela Articulação do Semiárido (ASA), que leva o nome da canção: Tenho Sede.

A intenção é conscientizar os brasileiros sobre a situação da região e a participarem da campanha de doação para a aquisição de novas cisternas que atenderão mais famílias na região – principalmente agricultores -, onde a água é sempre insuficiente. Os direitos autorais da nova gravação também serão revertidos para o programa.

Seguindo a proposta dos demais filmes da campanha, o novo clipe intercala Gil, cantando no estúdio, com cenas que retratam a realidade desses moradores, mas de forma positiva, destacando os benefícios do acesso à água limpa e a importância das cisternas por meio de histórias inspiradoras.

As doações podem ser feitas no site da campanha.

A esperança que vem da água

A campanha da ASA apresenta as histórias de três mulheres – Joelma, Maria e Nena -, que viram suas vidas serem transformadas com as cisternas.

Joelma, de Araras, na Paraíba, conta que ela precisava viajar até quatro horas para conseguir água e que a cisterna, além de facilitar o acesso, ainda garantiu renda.

Para Maria, de Esperança, também na Paraíba, é importante observar a relação das pessoas do campo com o clima. “Pra nós, o dia bonito é quando está chovendo”.

E Nena, de Cumaru, em Pernambuco, relata como a cisterna alterou sua relação com a terra onde vive.

Agora, assista ao novo clipe de Gil e, em seguida, a estes três depoimentos emocionantes.

Foto: Divulgação

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Um comentário em “Gilberto Gil regrava a música ‘Tenho Sede’ em apoio à campanha para a construção de um milhão de cisternas

  • 27 de setembro de 2021 em 2:29 PM
    Permalink

    maravilhosos vídeos sobre as cisternas. Parabéns ASA, parabéns Gil e Mônica.

    Resposta

Deixe uma resposta