PUBLICIDADE

Gatos morrem após tomar leite cru de vacas infectadas com gripe aviária

Gatos morrem após tomar leite cru de vacas infectadas com gripe aviária

Em março, foram registrados os primeiros relatos de vacas contaminadas com o vírus H5N1, que causa a gripe aviária, em fazendas dos Estados Unidos. Casos foram observados nos estados de Michigan, Kansas e Texas, onde, inclusive, uma pessoa contraiu a doença após ter contato com um animal infectado. Todavia, tanto o homem em questão, como os bovinos, apresentaram apenas sintomas associados com uma gripe normal.

Mas há poucas semanas, numa propriedade do Texas também, gatos que ingeriram leite cru, ou seja, não pasteurizado, morreram, vítimas da gripe aviária. A informação foi divulgada pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA (CDC), que está monitorando a situação.

Segundo o órgão, havia 24 gatos na fazenda e metade deles teria morrido. Exames posteriores confirmaram a presença do H5N1 nos animais. Análises de tecidos do cérebro e do pulmão indicaram um “alto número de vírus” e lesões microscópicas consistentes com infecções virais nos olhos e no cérebro.

De acordo com especialistas, já se sabia que gatos eram mais vulneráveis ao H5N1. As vacas, no entanto, ao serem infectadas, não desenvolvem os mesmos sintomas fatais que aves e outros mamíferos marinhos. Algumas sequer ficam doentes.

Contudo, a morte dos gatos confirma que o vírus, que originalmente só afetava aves, pulou para outras espécies. E que nesse caso foi transmitido das vacas para os felinos.

As aves migratórias, principalmente as aquáticas, são apontadas como as principais responsáveis pela transmissão da doença. Nelas o H5N1 é altamente contagioso. Poucos dias após a contaminação, os sintomas já ficam visíveis, como paralisia e inchaço de partes do corpo, e vários órgãos param de funcionar. O sistema neurológico é comprometido e os animais começam a apresentar tremores. A taxa de mortalidade chega a 90%.

Até o momento, já são 34 fazendas de gado onde a doença foi registrada nos Estados Unidos.

No mundo todo, este é o pior surto de gripe aviária registrado. Milhões de animais morreram em países do Hemisfério Norte, e na América do Sul, onde estima-se que mais de 500 mil aves vieram à óbito, além de 20 mil leões-marinhos só no Chile e no Peru (no Brasil houve vários casos também no Rio Grande do Sul em 2023).

Análises no leite, carne, ovos e outros produtos nos EUA

Após a detecção da gripe aviária entre vacas nos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA), agência federal do Departamento de Saúde do país, equivalente à Anvisa, no Brasil, começou a fazer testes em leite, carne, ovos e outros produtos laticínios comercializados nos estados onde foi confirmada a presença do H5N1.

Os resultados revelaram a presença do vírus inativo em uma a cada cinco amostras de leite pasteurizado, mas a FDA esclareceu que isso indica que a pasteurização é efetiva para matar o H5N1.

Além dos testes em produtos alimentícios, o Departamento de Agricultura determinou que vacas e bois sejam testados para a gripe aviária quando forem transportados entre estados.

Após a morte dos gatos, a orientação para médicos veterinários é que, ao tratar esses animais doentes, usem proteção para os olhos e luvas.

“Embora seja improvável que as pessoas sejam infectadas com o vírus da gripe aviária através do contato com um gato selvagem ou doméstico infectado, é possível – especialmente se houver exposição prolongada e desprotegida ao animal”, alertou a agência.

————————————

Agora, o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Se você quiser se inscrever para receber nossas notícias, acesse esse link, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Leia também:
Mais de 17 mil filhotes de elefantes-marinhos morrem de gripe aviária na Argentina
Registrada primeira morte de urso polar por gripe aviária
Gripe aviária avança na Antártica, matando centenas de elefantes-marinhos, focas e aves
Parque Nacional de Galápagos tem primeiros casos de aves mortas por gripe aviária

Foto de abertura: Chiara por Pixabay

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE