França quer oferecer dinheiro pra quem trocar o carro velhaco por uma bicicleta elétrica

França oferece dinheiro pra quem trocar o carro velhaco por um bicicleta elétrica

Governos da Europa precisam reduzir suas emissões de gases de efeito estufa. A União Europeia se comprometeu a cortar em 55% suas emissões até o final desta década, como parte da meta conjunta dos países do continente para evitar que a temperatura da Terra aumente mais do 1,5oC até o final deste século. No caso da França, o plano é diminuir em 40% até 2030. E para isso, será necessária a ajuda da população!

Uma das estratégias do governo do presidente Emmanuel Macron é estimular os franceses a usarem mais a bicicleta como meio de transporte. E para isso pretende oferecer €2.500, cerca de R$ 16 mil, para quem quiser se desfazer daquele carro velho, que está parado na garagem de casa há séculos, e trocá-lo por uma bike elétrica.

A Assemblée Nationale, o parlamento da França, aprovou em primeira votação a proposta que garantiria a troca do veículo (bem) usado pela bicicleta elétrica.

“Pela primeira vez reconhece-se que a solução não é tornar os carros mais verdes, mas simplesmente reduzir seu número”, disse Olivier Schneider, representante da Federação Francesa dos Usuários de Bicicletas.

Durante o pico da pandemia da Covid-19, o governo francês já tinha anunciado um pacote de 20 milhões de euros de incentivo para a utilização de bikes (aproximadamente 120 milhões de reais). O dinheiro era para investimentos na melhoria da infraestrutura de ciclovias e o aumento da rede de estacionamentos para bicicletas. Só na região de Paris, a meta é criar mais 750 km de vias exclusivas para ciclistas.

A ministra do Meio Ambiente, Elisabeth Borne, também lançou na época um auxílio de 50 euros por pessoa, para aqueles que precisassem consertar suas magrelas. Estima-se que cerca de 60% dos trajetos realizados na França, durante a semana, tenham uma distância de menos de 5 km.

“Queremos que esse período seja uma nova etapa em direção à cultura do ciclismo e queremos que a bicicleta seja a rainha do ‘desconfinamento’”, escreveu a ministra em seu Twitter no ano passado.

*Com informações da Agência de Notícias Reuters

Leia também:
Nova York vai investir US$1,7 bilhão em infraestrutura para melhorar a segurança de ciclistas e pedestres

Amsterdam, a cidade das bicicletas
Oslo dá subsídio para população de US$1.200 para compra de bicicletas elétricas
Número de bicicletas ultrapassa o de carros em Copenhague
Noruega anuncia construção de estradas para bicicletas ao redor das maiores cidades do país

Foto: domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “França quer oferecer dinheiro pra quem trocar o carro velhaco por uma bicicleta elétrica

  • 29 de abril de 2021 em 9:36 AM
    Permalink

    Se chover não vai ficar legal se arriscar a pegar um resfriado mas tem um veículo chamado Tuk Tuk elétrico que quebra o galho na boa, contribuindo com o Meio Ambiente porque não polui a atmosfera, tem um teto pra nao molhar o motorista e o custo deve se equiparar ao da bicicleta, acho, com vantagem óbvia claro. Gente, tô fazendo propaganda mas não estou vendendo Tuk Tuk não, viu? Só pesquisar no Google.

    Resposta

Deixe uma resposta