Fiocruz abre centenas de vagas para profissionais de saúde enfrentarem coronavírus no Rio de Janeiro

Fiocruz abre centenas de vagas para profissionais de saúde enfrentarem coronavírus no Rio de Janeiro

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) abriu, em caráter emergencial, processo de seleção para profissionais de saúde, para atuação no combate da pandemia de coronavírus, o COVID-19, no estado do Rio de Janeiro.

As vagas destinam-se ao novo Centro Hospitalar do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), ao Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF), ao Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria e ao Centro de Referência Professor Helio Fraga, da Escola Nacional de Saúde Pública, e à Coordenação de Saúde do Trabalhador da Fiocruz. 

A Fiocruz busca profissionais nas mais diversas áreas: pneumologistas, radiologistas, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, obstetras, clínicos gerais, pediatras, auxiliares administrativos, nutricionistas, dentre outros.

Os candidatos interessados em concorrer a uma das vagas deverão acessar este link para obter mais informações sobre o edital e a descrição do trabalho, carga horária e benefícios.

A Fiocruz alerta que os documentos obrigatórios constantes nas chamadas devem ser integralmente enviados no ato da inscrição, atendendo às especificações técnicas. A falta de documentos ou o envio fora dos padrões determinados acarretará na desclassificação do candidato.

O prazo para cadastro de currículos vai até sexta-feira, dia 3 de abril.

Leia também:
Hospital Albert Einstein abre vagas para mais de 1 mil profissionais de saúde para combater coronavírus em São Paulo
Hotéis de Madrid abrem seus quartos para pacientes com coronavírus em quarentena
Pesquisadora brasileira integra equipe que vai testar medicamentos contra o novo coronavírus na Itália
Bill Gates e sua fundação contra o coronavirus
Sérgio Trindade, especialista brasileiro em mudanças climáticas e ganhador do Nobel da Paz com o IPCC, morre em decorrência do coronavirus
Paciente que desrespeitar quarentena ou isolamento para controle do coronavírus pode ser preso

Foto: domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta