PUBLICIDADE

Filhote de tigre branco com paralisia é encontrado em caixote próximo ao zoológico de Atenas

Em Atenas, na Grécia, veterinários do Attica Zoological Park – o maior da cidade, que fica no subúrbio de Spata – estão lutando para salvar a vida de um filhote de tigre branco, na verdade, uma fêmea de aproximadamente três meses. 

Ela foi encontrada em 10 de março dentro de um caixote próximo ao zoológico, em estado crítico de saúde: com as patas paralisadas, entre outras gravidades.

A suspeita é que ela seja mais uma vítima do tráfico e do comércio ilegal de animais

tigresa está sendo acompanhada por veterinários e parceiros da região da Floresta Penteli, em área do zoo não acessível ao público.

No Instagram da instituição, os médicos contaram que ela não recebeu a nutrição e os cuidados adequados para seu desenvolvimento, o que provocou problemas de saúde sérios, possivelmente irreversíveis.

Ela já passou por diversos exames – inclusive de diagnóstico, como ressonância magnética e tomografia –, cujos resultados confirmaram as estimativas iniciais sobre a gravidade de sua condição, como deformidades genéticas.

Foto: Attica Zoological Park/divulgação

A tigresa apresenta lesões na coluna, na pélvis e nas costelas, além de deformação nos ossos que limitam e tornam sua mobilidade muito dolorosa, e ainda comprimem órgãos, obstruindo a ingestão de alimentos e sua respiração

Por isso, a tigresa está sendo alimentada com a ajuda dos veterinários: a boa notícia é que, em apenas oito dias, ganhou um quilo.

O caso é tão grave que os veterinários enviaram os resultados dos exames para a avaliação de “autoridades nacionais competentes, de um comitê científico especial da EAZA’s (Associação Europeia de Zoos e Aquários), da qual somos membros, e também de veterinários especializados no exterior, recomendados por organizações como Born Free e Wild Cat Sanctuary”.

Foto: Attica Zoological Park/divulgação

Os especialistas ainda solicitaram, ao Ministério do Meio Ambiente, a criação de uma comissão com a participação de veterinários especializados – tanto do zoo como outros, entre eles professores universitários -, para que seja possível chegar a “uma tomada de decisões mais segura para a subsequente gestão e apoio à saúde do animal”.

Paralelamente a essas medidas, o Attica Zoological Park também estaáem contato com um centro de resgate especializado na Europa, que acolhe tigres. A instituição já demonstrou interesse em ficar com o animal, se seu estado de saúde assim o permitir.

Estamos torcendo para que a tigresa albina não seja sacrificada. Que ela possa se recuperar e viver em paz num santuário.

Tráfico de animais silvestres

Este é um crime que precisa ser combatido de forma veemente, todos os dias. Além de toda violência que a captura, o transporte e o cativeiro encerram – como certamente aconteceu com a filhote de tigre branco! -, a prática causa desequilíbrios irreversíveis nos ecossistemas, que sofrem danos diretos e indiretos devido ao impacto na cadeia alimentar, na evolução e na adaptação dessas espécies, como também das espécies que com elas interagem.

Esta é a terceira maior atividade ilegal do mundo, ficando atrás apenas dos tráficos de drogas e de armas, e movimenta cerca de US$ 2 bilhões todos os anos.

Outro dado alarmante é de que a cada 10 animais traficados, nove morrem durante os processos de captura e de transporte, sendo que apenas um chega ao consumidor final. 

Foto (destaque): Attica Zoological Park/divulgação

Comentários
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ana maria Agra
1 ano atrás

Triste isso. Nem sei o que dizer.

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE