PUBLICIDADE

Filhote de leopardo-de-amur, espécie criticamente ameaçada, dá os primeiros passos ao ar livre em santuário na Inglaterra

Nativo de florestas do sul da China, norte da Rússia e península coreana, o leopardo-de-amur (subespécie Panthera pardus orientalis) quase desapareceu do planeta devido à caça e à perda de habitat. 

Para alguns pesquisadores restam 300 indivíduos na natureza. Outros, como a Dra. Charlotte McDonald, diretora do Santuário Leopard Heights do Yorkshire Wildlife Park, no condado de South Yorkshire, na Inglaterra, são apenas 120.

Seja qual for a situação, qualquer uma delas classifica o leopardo-de-amur ‘criticamente ameaçado’ na Lista Vermelha, da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). E, por isso, o nascimento e a sobrevivência de filhotes são muito celebrados em qualquer parte do mundo.

A lindeza das fotos deste post nasceu em final de junho e ainda não tem nome porque os médicos não tiveram acesso a ela para identificar se é fêmea ou macho. Desde o nascimento, a mamãe Kristen tem passado a maior parte do tempo observando e acariciando a cria na segurança da toca. 

Foi apenas esta semana que o filhote deu seus primeiros ‘grandes’ passos ao ar livre, na companhia da mãe, num ‘berçário especial’ fora da vista dos visitantes, o que deve acontecer durante um bom tempo (assista ao vídeo no final deste post).

Triste descansa, enquanto o filhote destrava o ‘berçário ao ar livre’ criado para ele / Foto: Yorkshire Wildlife Park/divulgação

Em geral, filhotes pesam entre 2 a 3 kg quando nascem e passam as primeiras 6 a 8 semanas na toca – este demorou um pouco mais, daí a felicidade de todos ao vê-lo fora dela – , enquanto monitores observam sua saúde e desenvolvimento por meio de câmeras.

“Uma das espécies mais raras e belas do planeta”

“Estamos muito emocionados porque o filhote está dando os primeiros passos adequadamente fora da toca. É mais um grande passo, tão importante, para este bebê”, declara a Dra. Charlotte. 

“Sua sobrevivência é um desenvolvimento muito significativo. Ainda mais porque é o único filhote de leopardo-de-amur sobrevivente na Europa este ano”, conta. “Esta é uma das espécies mais raras e belas do planeta e é realmente um momento emocionante porque faz algum tempo que não temos um filhote”.  

Kristen, sempre muito cuidadosa com o pequeno / Foto: Yorkshire Wildlife Park/divulgação

“Quando construímos Leopard Heights, aqui no parque, o projetamos especificamente como um complexo de reprodução para esses animais e é simplesmente brilhante que todos os nossos esforços estejam colhendo frutos com este novo filhote”, declarou John Minion, CEO do Yorkshire Wildlife Park.

“Este filhote de leopardo-de-amur representa o nosso compromisso com a sobrevivência desta espécie criticamente ameaçada. Não estamos apenas preservando estes animais incríveis, estamos dando-lhes a oportunidade de recuperar seu lugar na natureza”, acrescenta.

Mãe e avó

Kristen, mãe do festejado filhote, nasceu na Tchecoslováquia e chegou ao parque em dezembro de 2022, transferida do Zoológico de Twycross, em Leicestershire, na Inglaterra.

Ela tem 11 anos, já teve duas ninhadas – uma em 2014 e outra em 2016 anos – e é avó. 

O santuário e o parque

Leopard Heights é a maior reserva de conservação e preservação de vida selvagem da Europa, com seis mil metros quadrados, uma torre de oito metros de altura e plataforma de observação de 100 m2.

Ele integra programa internacional de conservação europeu, que reúne 48 zoológicos e tem, como objetivo, reintroduzir leopardos-de-amur em áreas protegidas de seu habitat nativo.

Em 2015, o Yorkshire Wildlife Park criou dois filhotes de leopardo-de-amur: um está na França, enquanto o outro faz parte do programa de reintrodução do Zoológico de Cheyenne Mountain, no Colorado, Estados Unidos. 

O parque é o lar de algumas das espécies mais raras e belas do mundo, incluindo girafas, rinocerontes negros e o maior grupo de ursos polares do mundo. E, com o apoio da instituição filantrópica WildLife Foundation (sediada no parque), tem empreendido esforços de conservação na Rússia para a reintrodução do leopardo e também do tigre-de-amur, que incluem um centro de resgate e reabilitação.

O filhote fora (e ainda dentro) da toca

A seguir, assista o primeiro passeio do filhote ao ar livre com a mãe e, em seguida, a vídeo publicado no Instagram do parque em julho, no qual é possível ver o pequeno com apenas um mês na toca 

Foto: Yorkshire Wildlife Park/divulgação

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE