PUBLICIDADE

Fazendeiro mata onça-pintada a tiros, na região de Poconé, no Pantanal do MT, e se exibe em vídeo. Quanta barbárie!

Texto atualizado em 2/4/2022
Logo que a Polícia de Poconé tomou conhecimento do crime e identificou seu autor, foi aberto inquérito e iniciadas as buscas. A polícia Vistoriou a propriedade do fazendeiro, mas não o encontrou. Conhecidos disseram que não o veem desde a tarde de sexta-feira, quando ele soube do mandato de prisão. Portanto, o fazendeiro está foragido. Ele responderá por quatro crimes: matar animal silvestre, portar em depósito materiais de caça, porte e posse de arma de fogo. Quem souber de seu paradeiro, pode denunciá-lo de forma anônima pelos telefones (65) 9971-1770 (delegacia) e (65) 99619-2442 (Polícia Ambiental).

_________________________________

Desde ontem à noite, 31/3. um vídeo repugnante circula pelas redes sociais: um homem deitado num chão de terra e abraçado a uma onça-pintada regozija-se de tê-la matado a tiros. Além de dizer grosserias que revelam grande desumanidade e crença na impunidade, ele faz piadas machistas. Nojento.

De acordo com informações divulgadas pelo Instituto SOS Pantanal em seu Instagram, o crime ocorreu na região de Poconé, no Pantanal Norte, Mato Grosso. 

PUBLICIDADE

“O criminoso já foi identificado e as informações já estão nas mãos de órgãos competentes como a Polícia Militar AmbientalIbama e Polícia Federal”, completa a organização que pede, a seus seguidores, que compartilhem o vídeo e as informações.

“Precisamos dar notoriedade para que, cada vez mais, assassinos como este entendam que o mundo de hoje NÃO tem espaço para esse tipo de barbárie!”.

O Instituto Homem Pantaneiro também se pronunciou no Instagram e chamou a atenção para o fato de que “existem alternativas para diminuir o ataque a rebanhos”.

Sim, não são todos os fazendeiros da região que agem como este. Há muitos que se aliaram a organizações ambientalistas e são comprometidos com a conservação da biodiversidade e a proteção das onças-pintadas e de outros animais selvagens porque entenderam sua importância para a vida humana e para seus negócios também.

E a organização continuou: “Só não existe alternativa para quem pratica crimes como esse. Não podemos ser indiferentes. Não vamos nos calar!”.

Já divulgamos algumas histórias de crimes hediondos como este, aqui no site, e que, infelizmente, se espalham pelas redes sociais. É sabido que existem grupos de caçadores no Facebook, por exemplo, que se exibem com suas presas, como este fazendeiro fez. Alguns são contratados por fazendeiros inescrupulosos e ignorantes.

Listo alguns links no final deste post, caso você tenha interesse em conhecer mais alguns casos.

Fala asquerosa

No vídeo que ele deve ter compartilhado em grupo reservado, o criminoso diz, por isso (na imagem) que matou a onça “no domingo passado, lá pertinho de casa” e que ela havia “comido uns 15 bezerros”. E completa: “Ouve o celular perto do ouvido ou baixa o volume, não abre perto da mulé”.

A narração no vídeo é asquerosa desde o início, quando ele mostra a onça morta na parte de trás de uma picape, e piora quando passa para a cena dele abraçado com a onça:

 “Chora, não! Aqui não tem mamãe nem papai, entendeu? É o língua preta, tá? Você não vale bosta nenhuma sua ilha da p…. Se você fosse fêmea eu ia dar uma coxada em você, sua sem vergonha. Não vale nada. Ai, viu? É assim que homem faz!”.

Se tiver estômago, assista ao vídeo abaixo. Em alguns momentos, quem filma aproxima o celular da cabeça da onça para mostrar onde o tiro pegou. E note que a arma do crime foi posicionada sobre o corpo do animal.

E, por favor, ajude a espalhar este crime hediondo, que é também classificado como crime ambiental, em suas redes sociais e grupos. Isto tem que acabar!

Leia também:
PF deflagra operação para investigar mortes de onças-pintadas (uma delas, monitorada) por envenenamento, no Pantanal, MS
Caçadores matam onça-pintada no Pantanal e penduram cabeça em árvore
Homem usa a internet para ‘se gabar’ de ter matado três onças-pintadas. Vídeo causa revolta nas redes sociais
Preso, no Maranhão, homem que matou onça-pintada negra raríssima e divulgou vídeo dando risadas com o animal sem vida

Fotos: reproduções do vídeo

Comentários
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Leitão Barroso Neto
Carlos Leitão Barroso Neto
2 anos atrás

Estou tão enojado quanto você Mônica. Carlos do município de Picos , estado do Piauí.

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE