Estar dentro – de casa e de nós – para estar em toda a parte

Algumas conversas e experiências sobre a convivência com a natureza nos levaram a escrever o post Estar fora para estar dentro, em maio de 2019. Agora, não podemos sair então, só ficar do lado de dentro e entrar pra dentro de nós. E este pensamento nos leva a muitas reflexões. Por que nós, do programa Ser Criança é Natural – e todas as pessoas que aqui nos leem -, achamos ou dizemos que é importante ficar do lado de fora? E o que estamos sentindo e aprendendo com ao ficar compulsoriamente do lado de dentro?

Assim como estar ao ar livre requer ir além para que, de fato, se possa perceber a natureza em profundidade e se conectar com ela, ficar em casa também requer ir além para se viver com intensidade e sabedoria o momento atual. Precisamos sair dos nossos hábitos usuais. Temos tempo pra refletir sobre quem somos, sobre o que é verdadeiramente importante, sobre o que o consumo e as telas estavam escondendo, sobre nossas necessidades mais profundas.

Em vez de ficar preenchendo o tempo com coisas que distraem, pode-se provocar conversas com qualidade, menos superficiais, com adultos que estiverem ao redor, mas, também com as crianças. Elas são grandes filósofas, refletem sobre tudo o que vivenciam. Explore isso com elas, não force a distração o tempo todo. Elas também precisam entrar pra dentro, acessar salões normalmente pouco ou nada acessíveis na rotina diária. E isso pode acontecer também virtualmente, caso você more sozinho.

Assim, poderemos abrir espaço para o novo, para que, quando passar o pico da pandemia e pudermos retomar o contato físico, a gente perceba que o mundo em que vivíamos não estava bom, estava doente, e que temos condições de imaginar e viver um novo mundo, no qual a economia funcione de forma diferente, onde haja mais autonomia, mais solidariedade, mais protagonismo de todos nós, e de todos os setores da sociedade. Para que tenhamos repertório para não aceitar manipulações e condicionamentos.

Nós, aqui, temos duas preocupações importantes, neste momento: que não estejamos prontos para habitar esse novo mundo quando chegar a hora e que fiquemos acostumados a ficar do lado de dentro!

Esta quarentena é para evitarmos o contágio por coronavírus, pra evitar que nos contaminemos e a quem quem está ao redor com a COVID_19, mas é também uma oportunidade para que nos libertemos de muitos condicionamentos. E isso não significa , de forma alguma, criar um novo condicionamento, reforçando a vida do lado de dentro. Esta é uma experiência que pode nos libertar, se ficarmos atentos e despertos.

Foto: Anna Kolosyuk/Unsplash

Ana Carolina Thomé e Rita Mendonça

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto "Ser Criança é Natural" para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Deixe uma resposta