Espécie de orquídea considerada extinta há 120 anos é redescoberta

Espécie de orquídea considerada extinta há 120 anos é redescoberta

Dentro da Botânica, a família das orquídeas é chamada de Orchidaceae. É uma das mais numerosas do reino vegetal e pode ser encontrada em praticamente todo o globo terrestre. São cerca de 30 mil espécies no mundo todo. Mas infelizmente, como alertou o biólogo Luciano Zandoná neste outro post, essas plantas tão apreciadas por muitos de nós estão sofrendo grande pressão devido à coleta indiscriminada, o comércio ilegal e a supressão de seus habitats. 

Foi o caso da pequena orquídea terrestre Isotria medeoloides, nativa do sudeste do Canadá e centro e leste dos Estados Unidos. Neste último, ela faz parte da Lista Federal de Espécies Ameaçadas.

Suas folhas, todas na mesma altura do caule, formam uma coroa ao redor das flores. E há 120 anos, desde 1902, essa planta não era mais vista no estado americano do Maine. Era considerada extinta por lá.

Todavia, há poucas semanas, botânicos do Vermont Fish & Wildlife anunciaram que a pequena orquídea, a “small whorled pogonia”, foi redescoberta. Uma pequena população da espécie foi achada numa área de conservação do Winooski Valley Park no condado de Chittenden.

“Descobrir uma população viável de uma espécie ameaçada em nosso estado há mais de um século é surpreendente”, comemorou Bob Popp, botânico do Departamento de Pesca e Vida Selvagem de Vermont. “É o equivalente a redescobrir o pica-pau-de-bico-de-marfim”.

Espécie de orquídea considerada extinta há 120 anos é redescoberta

A pequena e delicada Isotria medeoloides
Foto: U.S. Fish and Wildlife Service – Northeast Region, Public domain, via Wikimedia Commons

Um dos principais responsáveis pela redescoberta da orquídea raríssima foi o cientista John Gange.

“John é um botânico apaixonado e habilidoso, especializado em orquídeas e acompanha de perto os avistamentos que as pessoas relatam no aplicativo de ciências da comunidade iNaturalist. Ele notou que um observador de pássaros usou o app para pedir ajuda para identificar uma flor silvestre desconhecida e nos procurou com a notícia de que a orquídea provavelmente havia sido descoberta em Vermont”, revela Aaron Marcus, outro botânico da agência americana.

A partir de agora os pesquisadores irão monitorar a população das orquídeas terrestres para que elas sejam protegidas e consigam aumentar seus números.

*Com informação do site Good News Network

Leia também:
Orquídeas em perigo: destruição invisível, extinção silenciosa
Orquídeas terrestres: dos sopés das florestas para a sua casa
Orquídeas: para cuidar é preciso conhecer
Orquídeas, flores mais do que especiais!

Foto de abertura: Robert H. Mohlenbrock. USDA NRCS. 1995. Courtesy of USDA NRCS Wetland Science Institute. Public domain, via Wikimedia Commons

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.