Entregas da Amazon serão feitas por vans e bikes elétricas no centro de Londres

Entregas da Amazon serão feitas por vans e bikes elétricas no centro de Londres

A multinacional Amazon anunciou o início de um projeto piloto na capital da Inglaterra. Para fazer com que suas entregas de produtos sejam mais sustentáveis, uma frota de vans e bicicletas elétricas entrará em operação no centro de Londres. Além disso, os serviços de distribuição também serão feitos por funcionários caminhando.

Segundo a empresa, a expectativa é que o “hub de micromobilidade” fará mais de 5 milhões de entregas por ano na área central da capital inglesa chamada de “Ultra Low Emission Zone”, zona de emissões baixíssimas, onde é cobrada uma taxa pelo tráfego dos veículos mais poluentes.

No Reino Unido, a Amazon já possui uma frota de 1 mil vans elétricas e nos próximos meses a entrega das “e-cargos” deve aumentar ainda mais e ser expandida para outras cidades. Em março, a companhia também comprou cinco caminhões de 37 toneladas totalmente elétricos e até o final de 2022 outros quatro começarão a circular pelas estradas britânicas.

A meta “Shipment Zero”, estabelecida pela Amazon, é que 50% das entregas de seus produtos seja com zero emissão até 2030, e por fim, 100% delas carbono neutro até 2040.

Além disso, ainda este ano, os depósitos e escritórios de Manchester, Coalville, Haydock, Bristol e Milton Keynes ganharão plantas solares para garantir que o funcionamento seja feito através de energia renovável. Serão instalados mais de 30 mil painéis solares.

Em três anos espera-se que a demanda de todas as operações seja atendida por fontes renováveis. Os projetos solares terão capacidade para produzir 13 mil MWh de eletricidade, o suficiente para abastecer o equivalente a mais de 3.500 residências no Reino Unido por ano.

—————————————————————————————————–

O Conexão Planeta gostaria de esclarecer que está a par de todas as denúncias que funcionários do Amazon fizeram nos últimos meses sobre as condições de trabalho ruins oferecidas pela empresa. Nossa reportagem foi feita para mostrar o investimento da companhia em uma logística e produção de energia mais sustentáveis e de maneira nenhuma enaltecer ou omitir más-práticas da companhia.

Leia também:
Com design inspirado na natureza, nova sede da Amazon terá 100% da energia originária de usina solar

Foto: divulgação Amazon

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.