Em protesto pacífico pelas búfalas de Brotas, ativistas reivindicam a criação de um santuário para elas e falam sobre veganismo

Ativistas e organizações que lutam pela causa animal se uniram ao público em manifesto pacífico no domingo, 28/11, em frente à sede da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), no centro da cidade. E foi lindo!

O local foi escolhido devido à presença polêmica do touro dourado da B3removido na quinta passada por ordem da prefeitura –, mas os organizadores decidiram manter o local e o nome do evento: Touro de Ouro e Búfalas em Pele e Osso.

Além de sensibilizar o público a respeito do caso das mais de mil búfalas de Brotas – abandonadas à própria sorte pelo proprietário da fazenda onde vivem -, a mobilização tinha outros dois objetivos: reivindicar a criação de um santuário para elas e disseminar a prática do veganismo, como forma de evitar que maus tratos e a exploração animal continuem sendo tolerados e se intensifiquem.

Durante a campanha para a realização do ato, o perfil Animal não É Coisa, no Instagram, e os organizadores – entre eles a Mercy for Animals – incentivaram os participantes a produzirem cartazes criativos para protestarem.

Eles não decepcionaram e se juntaram a uma búfala (de mentira, claro!) produzida especialmente para o encontro: magérrima, mal tratada e recebendo soro, como se vê bem na foto de destaque deste post.

Os cartazes reivindicavam: Justiça para as búfalas de Brotas, Pecuária impune, até quando?, Justiça já! Berçário para os bebês búfalos!, Direitos para animais de grande porte já!, O amor cura, Toneladas de comida! E agora, juiz? Recursos já!, Queremos o Santuário das Búfalas! Isso é Justiça!, Basta de impunidade! Leis mais severas para maus tratos aos animais!, Cadê o leite dos bebês das búfalas?.

Logo após a manifestação em frente à Bolsa de Valores, os participantes caminharam pelas ruas vizinhas por cerca de um quilômetro, na companhia da búfala e empunhando os cartazes, voltando ao local de origem.

Parte do grupo se separou para se dedicar a outra boa ação no centro da cidade: distribuir a comida vegana que cozinharam pela manhã para pessoas que vivem nas ruas dessa área do centro.

A seguir, veja alguns momentos registrados pelos organizadores, publicados no Instagram do perfil Animal não É Coisa, no Instagram.

Fotos: Divulgação e Reprodução do Instagram Animal não é Coisa

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta