Em discurso no Parlamento, Rainha Elizabeth apresenta novas leis pelo bem-estar dos animais no Reino Unido

Em discurso no Parlamento, Rainha Elizabeth apresenta novas leis pelo bem-estar dos animais

Hoje foi o dia do tradicional discurso da Rainha Elizabeth no Parlamento do Reino Unido. Uma vez por ano a monarca, durante o “State Opening”, a monarca britânica fica diante dos parlamentares da Casa dos Lordes e da Casa dos Comuns (House of Commons e House of Lords) e apresenta um breve resumo dos planos elaborados por seu governo para o ano, delineando políticas e propostas de legislações futuras.

Um dos pontos do discurso de hoje foi uma série de propostas para garantir e aumentar o bem-estar dos animais no Reino Unido. Três novas leis deverão entrar em vigor a partir de junho.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, detalhou posteriormente o conteúdo das novas propostas:

– Reconhecimento da senciência animal, a capacidade dos animais de terem sentimentos, incluindo dor e sofrimento, por meio da Lei de Bem-Estar Animal;
Proibição da exportação de animais vivos para engorda e abate;
– Limitar ainda mais o comércio de foie gras;
– Assegurar um melhor tratamento ao gado;
– Proibição da posse de primatas como animais de estimação;
– Melhoria das condições e padrões de zoológicos;
– Repressão ao contrabando de cachorros;
– Obrigatoriedade de implante de microchip em gatos.

Outra questão importantíssima que o governo da Rainha quer é acabar com a importação dos chamados “troféus de caça“, ou seja, animais empalhados ou partes deles, obtidos em viagens de caça. Além disso, pretende-se banir a publicidade que promove este tipo de atividade.

Diversas organizações de proteção animal comemoraram o anúncio das novas legislações. “Obrigado a todos que assinaram a petição e fizeram lobby com seus parlamentares. A senciência animal foi finalmente reconhecida pelo governo!”, agradeceu Vanessa Amoroso, da World Animal Protection.

A Rainha Elizabeth é conhecida pelo seu amor aos animais. Desde muito jovem é apaixonada por cavalos e sempre teve muitos cães. Seu marido, o Príncipe Phillip, Duque de Edinburgh, que faleceu recentemente, foi o primeiro presidente do WWF-Reino Unido e ficou nesse cargo entre 1961 e 1982. Ele também presidiu o WWF-International entre 1981 e 1996.

Já o filho do casal, o futuro herdeiro do trono, o Príncipe Charles, é um ativista pela sustentabilidade. Em suas viagens e discursos, sempre defendeu a proteção ao meio ambiente e o combate às mudanças climáticas, ao desmatamento e à poluição dos oceanos. Em janeiro, lançou a “Terra Carta”: um plano de recuperação para o planeta com o apoio de empresas e indústrias.

*Com informações da BBC News

Leia também:
“Sem florestas, não há plano B para as mudanças climáticas”, diz Príncipe Charles
William e Kate lançam prêmio internacional para restaurar o planeta
Príncipe George tem aulas em contato com a natureza: boa notícia que quase ninguém leu
Projeto de lei que defende animais como seres com sentimentos e direitos é aprovado no Senado

Foto: Annie Leibovitz/Facebook The Royal Family

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Em discurso no Parlamento, Rainha Elizabeth apresenta novas leis pelo bem-estar dos animais no Reino Unido

  • 11 de maio de 2021 em 9:51 PM
    Permalink

    Aplaudindo Sua Majestade, esperando seja o exemplo seguido por todos os países do mundo a fim de que os animais de qualquer espécie usufruam merecidamente da paz e da vida, os direitos básicos inalienáveis que lhes têm sido negados, injustamente, pela espécie IRRACIONAL humana.

    Resposta

Deixe uma resposta