Em carta aberta, 40 supermercados europeus ameaçam boicote ao Brasil se “PL da Grilagem” for aprovado

Em carta aberta, 40 supermercados europeus ameaçam boicote ao Brasil se "PL da Grilagem" for aprovada

As principais e mais importantes redes de varejo da Europa publicaram hoje uma carta aberta aos parlamentares da Câmara e do Senado do Brasil em que alertam sobre a tramitação no Congresso do Projeto de Lei 2633, que ficou conhecido como “PL da Grilagem“. Os signatários, que já tinham se pronunciado no ano passado sobre o mesmo tema, ameaçam boicote aos produtos brasileiros caso o PL seja aprovado.

Inicialmente uma medida provisória, a então ‘MP da Grilagem’, agora PL 2633, anistia grileiros e desmatadores da Amazônia. Permite que criminosos que roubaram terras públicas até 2018 regularizem seus ‘grilos’. O texto enviado para o Congresso em dezembro de 2019 estende uma anistia dada apenas dois anos antes por Michel Temer à grilagem.

Pelo projeto do então presidente, quem ocupou terra pública ilegalmente até 2011 poderia obter título da terra, ou de graça ou – a depender do tamanho do imóvel – pagando o valor da tabela do Incra, que é muito inferior ao valor de mercado. Bolsonaro estendeu a anistia gratuita até 2014, e a regularização pela tabela do Incra até 2018.

Além disso, o texto amplia de até 400 para 1.500 hectares o tamanho das áreas que podem ser tituladas sem vistoria. E estende para títulos emitidos até outubro de 2019 a possibilidade de renegociação por descumprimento de cláusulas obrigatórias para a manutenção da posse (como não desmatar e não usar trabalho escravo).

Representantes da sociedade civil brasileira e diversas organizações não-governamentais estão fazendo forte pressão para que o PL da Grilagem seja derrubado, mas o governo federal quer passá-lo de qualquer jeito. Na semana passada, ele estava na pauta de votação do Congresso, todavia, acabou sendo retirado.

As 40 empresas que assinam a carta aberta ao Brasil ressaltam a importância da preservação da Amazônia para o mundo.

“A Amazônia é uma parte vital do sistema terrestre que é essencial para a segurança do nosso planeta, além de ser uma parte crítica de um futuro próspero para brasileiros e toda a sociedade. A existência de terras demarcadas e áreas de proteção pela legislação brasileira tem sido fundamental para que nossas organizações tenham confiança de que nossos produtos, serviços, investimentos e relações comerciais no Brasil estejam alinhados com os compromissos que assumimos como empresas ambientalmente e socialmente responsáveis, e que nossos clientes e partes interessadas esperam de nós”, escrevem os signatários.

Entretanto, eles alertam que caso o projeto de lei seja aprovado, tudo pode mudar.

“Se esta ou outras medidas que prejudicam essas proteções existentes se tornem lei, nós não teremos escolha a não ser reconsiderar nosso apoio e uso da commodity agrícola brasileira em nossas cadeias de mantimentos. Conclamamos o governo brasileiro a reconsiderar sua proposta”, ressaltam.

Assinam a carta companhias como Aldi, Asda, Migros, Tesco, Waitrose, Iceland, Lidl, Skandia e Sainsbury. Essas redes de supermercados têm milhares de lojas espalhadas por países como Suíça, Inglaterra, Alemanha, Itália, Suécia, Islândia, dentre outros lugares.

Esta não é a primeira vez que supermercados europeus ameaçam boicote aos produtos brasileiros por causa do desmatamento na Amazônia. Abaixo, outras reportagens que já divulgamos aqui no Conexão Planeta em anos anteriores.

Leia também:
Em petição, mais de 400 mil alemães pedem boicote de supermercados a produtos brasileiros se ‘PL da Grilagem’ for aprovada
Milhares de britânicos assinam petição pelo boicote da carne da JBS, associada ao desmatamento na Amazônia
Uma das maiores redes de supermercado do mundo vem à público afirmar que não compra carne do Brasil por causa do desmatamento
Rede de supermercados sueca boicota produtos brasileiros por causa de excesso de agrotóxicos
Em carta ao governo brasileiro, oito países europeus relatam preocupação com o crescente desmatamento e possível impacto em negócios

Foto: Cícero Pedrosa Neto/Amazônia Real/Fotos Públicas

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

4 comentários em “Em carta aberta, 40 supermercados europeus ameaçam boicote ao Brasil se “PL da Grilagem” for aprovado

  • 6 de maio de 2021 em 10:15 PM
    Permalink

    Perfeitamente esperada e previsível, não surpreende a lógica da iniciativa, mas nos envergonha o fato de sermos ameaçados com o castigo por não termos feito o dever de casa.

    Resposta
  • 7 de maio de 2021 em 2:04 PM
    Permalink

    A china é a maior poluidora do mundo essa reportagem acima é uma mentira descarada é so vcs verificarem nas imagens reais pelo google heard

    Resposta
    • 7 de maio de 2021 em 4:37 PM
      Permalink

      Prezado Ermides,
      Obrigada pela mensagem.
      O que exatamente é mentira? Que as empresas ameaçaram boicote? Que o “PL da Grilagem” tramita no Congresso ou que há desmatamento no Brasil?
      Abraço,
      Suzana

      Resposta

Deixe uma resposta