PUBLICIDADE

Na sede da ONU, em Nova York, Eduardo Kobra exibe 11 obras que retratam a paz, a solidariedade e a tolerância

Eduardo Kobra foi convidado pela Missão Brasil para expor seu trabalho no hall da Assembleia Geral da ONU e selecionou 11 obras entre murais espalhados pelo mundo e obras inéditas. 

A mostra inaugurada em 25 de agosto, vai até 9 de setembro e só pode ser visitada por agentes e funcionários da ONU. Kobra ficou tão satisfeito com o resultado da mostra, que intenciona levá-la a diferentes países, mas ainda não há nada definido a respeito.

Ao lado de Portinari

“É uma honra mostrar meus trabalhos na ONU. Escolhi murais e telas que têm conexão com a paz, a solidariedade, o desarmamento, a tolerância, o respeito e a diversidade”, declara o artista.

“É também uma honra expor minhas telas no local onde estão essas duas imensas e maravilhosas obras de Portinari, desde sempre uma das minhas grandes referências e paixões”. 

As obras de Kobra estão muito bem acompanhada das telas Guerra e Paz (foto abaixo), do pintor brasileiro Cândido Portinari (1903-1962) – medem cerca de 14m de extensão por 10m de altura cada e foram pintadas entre os anos de 1952 e 1956 -, doadas pelo Brasil à ONU e inauguradas em 6 de setembro de 1956, portanto há 66 anos.

Quando o prédio da ONU foi reformado – de 2010 a 2015 -, as obras de Portinari passaram por restauro, foram exibidas no Brasil e na França e reinauguradas na ONU em 8 de setembro de 2015.

Bicentenário

O artista está em Nova York para participar da celebração pelo Bicentenário da Independência do Brasil, em 7 de setembro, no local da exposição, durante a qual falará a respeito de sua trajetória e das obras escolhidas. 

Foto: divulgação

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE