Duas brasileiras estão entre os 20 “Líderes da Nova Geração” escolhidos pela Time em 2021

Duas brasileiras estão entre os 20 "Líderes da Nova Geração" escolhidos pela Time em 2021

Sempre que chega o final do ano, a renomada publicação americana Time divulga uma série de listas com os nomes de pessoas que foram as mais influentes em diversas áreas no ano que passou. Recentemente a revista anunciou os escolhidos em 2021 como “Next Generation Leaders”, em português, “Líderes da Nova Geração”. E entre os 20 indicados estão duas brasileiras: a cantora carioca Iza e a vereadora paulistana Erika Hilton.

Isabela Cristina Correia de Lima Lima, a Iza, tem 30 anos e já foi chamada de “Beyoncé brasileira”. Ela é descrita como uma cantora de pop, que usa o microfone e sua música para lutar contra o racismo no Brasil. “Minha responsabilidade é pesada. Pessoas morrem por causa do racismo todos os dias no país”, diz ela.

A Time ressalta que quase 56% dos brasileiros se identificam como negros, fazendo com que o país abrigue a maior população de descendentes de africanos fora da África. “Mas os negros são amplamente sub-representados no Congresso e entre executivos de empresas e são amplamente super-representados entre as vítimas de assassinato e vítimas de homicídios cometidos pela polícia”, escreve a publicação.

Aos 27 anos, a vereadora Erika Hilton foi a primeira mulher trans a ser eleita para a Câmara Municipal de São Paulo. Ativista pelos direitos da comunidade LGBTQI+, ela passou por muitas dificuldades até chegar onde se encontra hoje. Foi expulsa de casa, aos 14 anos, quando falou sobre sua identidade sexual, viveu durante seis anos na rua e só sobreviveu durante esse período através da prostituição.

“Acho que depois da experiência com a violência e o abandono na rua, minha voz ficou ainda mais forte, porque senti que precisava me afirmar ainda mais”, contou ela à reportagem da Time.

Força ela tem, sem dúvida. Nas eleições de 2020, conseguiu o maior número de votos do que qualquer outra candidata do país.

Na seleção da Time, Erika e Iza aparecem ao lado de nomes como o ator americano Timothée Chalamet, a escritora nigeriana Akwaeke Emezi, a ativista do Chad pelos direitos dos povos indígenas Hindou Ibrahim e a prefeita afegã Zarifa Ghafari (a lista completa você encontra aqui).

Leia também:
Lázaro Ramos, Taís Araújo, Gil do Vigor, Erika Hilton e Edu Lyra estão entre os 100 afrodescendentes mais influentes do mundo

Fotos: divulgação Time/Marcelo Correia/Redux (Iza) e Pétala Lopes (Erika)

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta