DiCaprio, Camila Cabello e Jason Mraz estão entre 30 celebridades de campanha que pressiona líderes mundiais a cumprir acordos climáticos

DiCaprio, Camila Cabello e Jason Mraz estão entre 30 celebridades de campanha que pressiona líderes mundiais a cumprir acordos climáticos

Leonardo DiCaprio, 50 milhões de seguidores no Instagram; Camila Cabello, 50 milhões; Ellen DeGeneres, quase 110 milhões. O que essas celebridades do mundo do entretenimento têm em comum além de milhões de fãs e admiradores na internet e no mundo real? Todas elas fazem parte da campanha “Right Here, Right Now” (“Aqui, agora”), promovida pela iniciativa Global Climate Alliance, em parceria com o programa de Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU). No total, 30 famosos irão usar suas redes sociais para exigirem que os líderes globais acelerem os compromissos assumidos no Acordo de Paris, feitos em 2015, na França, quando 193 países definiram metas para a redução de emissões de carbono, além de ajuda financeira a nações de baixa renda para enfrentarem os efeitos da crise climática.

O movimento acontece no momento em que está sendo realizada em Glasgow, na Escócia, a Conferência das Nações Unidas para o Clima, a COP26.

Entre as outras celebridades que abraçaram a campanha estão os cantores Pitbull, Quincy Jones, Billy Porter, Cyndi Lauper, Cher e Kesha. Estima-se que o grupo tenha acesso a 630 milhões de pessoas nas redes sociais, ou seja, um poder de comunicação enorme.

“Agradecemos às celebridades que estão nos ajudando a promover as mudanças climáticas como uma crise de direitos humanos, porque os negros, os pobres e os marginalizados são os que mais sofrerão com esta catástrofe”, diz David Clark, criador da campanha. “É fundamental que humanizemos essa questão por meio de uma perspectiva de direitos humanos, porque as pessoas precisam entender que as decisões que tomam têm um impacto real sobre a população.”

O ator americano e ativista Leonardo DiCaprio está em Glasgow. Ele é uma das mais fortes e conhecidas vozes em Hollywood na luta pela conservação ambiental e no combate ao aquecimento global. Em 2014, foi nomeado pela ONU como Embaixador pela Paz e desde 1998, a fundação que criou e leva seu nome, financia projetos ao redor do mundo para a proteção da biodiversidade, assim como pelos direitos dos povos indígenas, além de promover o desenvolvimento de soluções inovadoras contra os extremos climáticos. Em 2019, ele também se juntou à Earth Alliance, como contamos nesta outra reportagem.

Em maio, inclusive, DiCaprio anunciou um investimento de milhões para recuperar vida selvagem das Ilhas Galápagos. O projeto é o primeiro do recém-lançado movimento global Re:wild. “Não precisamos reinventar o planeta, precisamos apenas recriá-lo”, disse ele na época.

Leia também:
“Os povos indígenas estão na linha de frente da emergência climática, por isso devem estar no centro das decisões, aqui”, declara a jovem Txai Suruí em forte discurso na COP26
“É assim que a nossa história vai acabar? A nossa motivação não deve ser o medo, mas a esperança”, diz David Attenborough a líderes mundiais
Acordo global prevê redução das emissões de metano em 30% até 2030
Brasil tem a maior delegação indígena brasileira da história das conferências de clima da ONU
Com ajuda de fundo de U$ 19 bilhões, mais de 100 países se comprometem a acabar com o desmatamento até 2030

Fotos: divulgação

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “DiCaprio, Camila Cabello e Jason Mraz estão entre 30 celebridades de campanha que pressiona líderes mundiais a cumprir acordos climáticos

  • 6 de novembro de 2021 em 6:59 AM
    Permalink

    Quando celebridades precisam pressionar alguns líderes mundiais a fazer o seu dever de casa, significa que elas deveriam estar no lugar deles mas eles não deveriam estar em lugar nenhum.

    Resposta

Deixe uma resposta