Floresta Amazônica: em prosa e imagens

amazônia

Prepare-se. Respire fundo. Porque as imagens que você está prestes a ver são de tirar o fôlego. Elas mostram toda a beleza e esplendor da Floresta Amazônica.

Através do olhar dos fotógrafos João Marcos Rosa, Daniel de Granville, Marcos Amend e Adriano Gambarini, parceiros e colaboradores do Conexão Planeta, através do blog Por Trás das Câmeras, é possível sentir toda a perfeição e equilíbrio deste bioma tão brasileiro, mas que é um símbolo da força brutal da natureza no planeta Terra.

Difícil, entretanto, é traduzir em palavras, aqui neste post, o que as imagens destes talentosos e sensíveis profissionais dizem por si só. Luz, cores, sombras, formatos e volumes são muito mais eloquentes do que quaisquer linhas que posso escrever agora.

A floresta tem estado de pé por séculos. Sob a copa generosa de suas milhares de árvores, o ciclo da vida é dono de seu próprio tempo. Na umidade abafada da mata da Amazônia, um infindável número de seres vivos se reproduzem. Nascem, crescem e morrem. Desde as bactérias mais minúsculas até bichos de dimensões irreais como a sucuri ou a onça-pintada.

Submersos em suas águas caudalosas e mansas, animais marinhos dançam com o movimento das águas. Peixes-bois e ariranhas perpetuam um hábito que o homem das grandes cidades parece ter esquecido: cuidar da própria espécie.

Na imensidão desta selva, a maior área contínua de floresta tropical do planeta, os animais enfrentam os meses da seca e a temporada da chuva. Sabem exatamente o que devem fazer para sobreviver diante dos desmandos incontestáveis do clima. É o senhor do tempo que diz se haverá sol ou tempestade, mas os seres da floresta conseguiram se adaptar à sua vontade e dão lições de perspicácia e inteligência, que até hoje surpreendem o bicho homem.

Há uma única certeza para quem tem o privilégio de pisar na Floresta Amazônia: nela, há uma conexão intrínseca sobre tudo o que repousa nesta terra. Árvores, sementes, frutos, flores e animais estão todos interligados. Se um sofre, todos sofrem.

Por milhares de anos, a Floresta Amazônia tem resistido à cobiça e aos avanços do ser humano sobre ela, e ainda assim, permaneceu imponente e soberana. Mas não vamos falar neste texto sobre a estupidez do desmatamento. Queremos celebrar a vida. Por isso, chega de prosa. Porque a Floresta Amazônia não precisa de palavras. Só imagens. E nosso comprometimento em protegê-la.

E por último, é preciso deixar aqui registrado nosso imenso agradecimento à generosidade destes profissionais que nos brindam com estes maravilhosos registros.

floresta_nacional_de_carajas_PA_800

A luz sobre a Floresta Nacional de Carajás – João Marcos Rosa

floresta_nacional_de_carajas_PA2_800

A beleza da natureza que sempre nos surpreende – João Marcos Rosa

MAF_2014-11_Cristalino_800

O multicolorido das aves na imagem de Marcos Amend

Tronco de árvore retorcido no meio da Floresta Amazônica – Daniel De Granville

Vida que pulsa dentro da mata – Marcos Amend

Mais uma visão da Floresta Nacional de Carajás  por João Marcos Rosa

@AGambarini06

Uma das milhões de espécies que habitam a Amazônia – Adriano Gambarini

botos_inia_acajatuba_am_cam_shaowen_800

Boto fotografado por Daniel De Granville

MAF_2009-12_Mamiraua_800

A água que reflete o céu – Marcos Amend

MAF_2015-06_Cristalino_2-800jpg

Marcos Amend fotografa o encontro da ave com sua presa no rio

@AGambarini03

A mata sob o olhar de Adriano Gambarini

preguica_bradypus_variegatus_rds_mamiraua_apara_800

A preguiça flagrada por Daniel De Granville

@AGambarini05

Vista aérea da floresta – Adriano Gambarini

floresta_nacional_de_carajas_PA3_800

O rosa do céu emoldura a floresta que descansa – João Marcos Rosa

@AGambarini07

Biodiversidade em cores e formas – Adriano Gambarini

MAF_2011-01_Amazonas_800

Os muitos tons que pintam a paisagem espetacular da Amazônia – Marcos Amend

@AGambarini08

A lente de Adriano Gambarini registra este momento único

MAF_2013-11_Amazonas_2-800

Equilíbrio e harmonia em estado puro – Marcos Amend

O arco-íris que celebra a vida – Marcos Amend

Foto de abertura: Marcos Amend

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

2 comentários em “Floresta Amazônica: em prosa e imagens

  • 28 de março de 2018 em 5:29 PM
    Permalink

    Parabéns aos fotógrafos João Marcos Rosa, Daniel de Granville, Marcos Amend e Adriano Gambarini, que presentearam as pessoas interessadas em fotografia com estas lindas imagens. Eu imagino o quanto vocês viajaram para encontrarem tamanha beleza. É realmente de tirar o folego.
    Eu gostaria de encontrar mais trabalhos de vocês na midia.
    Linderrimo.
    elisiana oliveira

    Resposta

Deixe uma resposta