Desafio 10X10: gincana online quer engajar 10 milhões de jovens no combate à fome no Brasil durante a pandemia

Foi lançada hoje, 22/6, uma gincana virtual nacional, com duração de 30 dias, que visa arrecadar fundos que ajudarão a alimentar 10 milhões de famílias que sofrem profundamente com as consequências da crise causada pela pandemia da COVID-19. A iniciativa linda foi idealizada por Edgard Gouveia Júnior, urbanista e premiado especialista em jogos cooperativos transformadores, que a chamou de Desafio 10×10​ e, com ela, quer unir o protagonismo de 10 milhões de jovens para realizar essa missão.

E claro que ele não está sozinho! Grande incentivador da cooperação, Edgard tem o apoio de ONGs, influenciadores, artistas, líderes religiosos e da iniciativa privada. A ideia surgiu de sua inquietude a respeito da realidade da fome e da desigualdade no país, vivida por milhões de famílias e agravada com o novo coronavírus.

Os resultados do estudo realizado por pesquisadores da Inglaterra e da Austrália, em parceria com o Instituto Mundial das Nações Unidas para a Pesquisa Econômica do Desenvolvimento (UNU-WIDER), confirmam esse fato, indicando que a pandemia pode levar 14 milhões de brasileiros à pobreza.

“O coronavírus está intensificando o empobrecimento. Os mais vulneráveis serão afetados de maneira devastadora, com os efeitos da desigualdade sendo intensificados e gerando uma grave crise social”, salienta o empreendedor. “A pandemia aprofundou ainda mais as absurdas desigualdades do Brasil. Os mais pobres, os que no seu dia-a-dia não têm a opção de aderir ao isolamento social, aqueles que não contam com emprego formal, são os que estão sofrendo mais. E estudos mostram que logo teremos cerca de 40 milhões de pessoas literalmente passando fome. Não podemos permitir isso!”.

Betinho dizia que ‘Quem tem fome, tem pressa‘. “É este sentido de urgência que nos fez criar e lançar o ​Desafio 10×10​. Formamos um grupo enorme e altamente qualificado de voluntários que estão ajudando a fazer a gincana acontecer, além da adesão de empresas, entidades da sociedade civil e religiosas, artistas e celebridades, que só cresce”, completa.

Mas o Desafio 10×10 também é “fruto da constatação de que os brasileiros quando querem, quando se mobilizam, são capazes de fazer coisas incríveis pela coletividade“. E Edgard cita Betinho, de novo: “Basta lembrar quando ele chamou todo mundo para garantir que ninguém passaria o Natal com fome”. Criou ca campanha Natal Sem Fome, que continua sendo organizada pela Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida e muito bem sucedida.

E ainda dá outros exemplos: “A médica pediatra Zilda Arns mobilizou todo mundo para acabar com a mortalidade infantil. Pense também no Carnaval ou nas Festas Juninas do Nordeste, organizadas pelas pessoas mais pobres que, uma vez por ano, se transformam em reis e rainhas que impressionam mundo todo”. 

Gincana de arrecadação

A intenção não é estimular uma batalha, mas a coopetição, “que é a mistura de cooperação e competição – uma competição colaborativa, na qual quem ganha são as famílias em situação crítica – entre as diferentes comunidades virtuais de fãs e torcedores das celebridades envolvidas”, explica Edgard.

“Artistas, esportistas e outras celebridades participarão desta gincana de arrecadação, mobilizando suas respectivas bases de fãs. Será uma grande mobilização em favor do Brasil, com base no que os brasileiros têm de melhor: a criatividade e a capacidade de entrega em favor do próximo”.

Nesta primeira semana, por exemplo, alguns dos maiores gamers e youtubers do país, como Bruno Playhard e Pedro Gelli mobilizarão seus fãs e seguidores: juntos, reúnem 14 milhões de seguidores nas redes sociais!

“Também vamos envolver os funcionários das empresas e organizações que estão aderindo ao Desafio, além de suas famílias e amigos, e, claro, o público em geral. Vai ser a nação inteira mostrando que ​brasileiro cuida de brasileiro!”, acrescenta o idealizador do desafio.

O papel dos jovens

Com o Desafio 10×10, os brasileiros vão revelar sua capacidade infinita para combater esta grande emergência social por meio da mobilização. E Edgard destaca o papel fundamental dos jovens nesse contexto.

“As novas gerações, especialmente a chamada Geração Z, dos que nasceram a partir de 1995 e até 2000 (que, aqui, chega a 30 milhões), têm uma extraordinária capacidade de se mobilizar pelo próximo. Não aceitam mais as coisas como são, a indiferença e o auto-centrismo. Querem mudanças rápidas e efetivas. Não esperam! Enquanto os mais velhos discutem projetos, vão lá e fazem, especialmente pelo incrível domínio que têm das tecnologias digitais”.

Quer um exemplo recente e bastante conhecido globalmente por seu poder de influência? A mobilização Fridays for Future contra o aquecimento global, iniciada pela adolescente sueca Greta Thunberg em agosto de 2018 e que reúne milhares de jovens pelo mundo, inclusive no Brasil.

“Greta foi capaz de se conectar rapidamente com milhões de outras crianças e adolescentes para desafiar os poderes por trás das mudanças climáticas”. E completa: “Com o Desafio 10×10 queremos mobilizar milhões de Gretas pelo Brasil afora!. No processo, vamos aprendendo a reforçar nossa solidariedade e empatia como povo”. Bastante inspirador, não?

Como funciona o desafio

“Nós, brasileiros e brasileiras, somos guiados por paixões como a música, os esportes, o Carnaval, os games e por aí vai. Por isso, para um desafio gigante como é o de garantir alimentos para 10 milhões de famílias que estão sofrendo mais com a pandemia da COVID-19, temos de mobilizar as pessoas naquilo que mais fala aos seus corações, precisamos estimular todo mundo a dar o melhor se si”.

Por isso, na plataforma do Desafio 10×10 – que é a base da gincana – cada participante escolherá um tema, “sua paixão” – e desafiará fãs, amigos e parentes. “Haverá times de pessoas ligadas a estes temas, desafiando uns aos outros para ver quem mobiliza mais gente para arrecadar fundos”. Edgard explica:

“Quem é apaixonado por sabores e culinária e gostar, por exemplo, de pão de queijo pode desafiar os apaixonados por açaí. E as novelas, que todo brasileiro adora? Fãs de Avenida Brasil podem desafiar a galera da Malhação? Ou ainda quem é ligado à natureza, com o povo que curte praias desafiando quem prefere montanhas para ver quem arrecada mais? Ou seja, as possibilidades são muitas e o importante é todo mundo embarcar nesta gincana pelo bem”.  

São três as formas de participar do Desafio: a primeira e mais simples é fazer uma doação direta para a arrecadação, sem participar de nenhum time. A segunda opção, “mais divertida”, é montar um time dentro da sua paixão ou entrar em algum time que já esteja montado. Na terceira, “a mais emocionante”, o participante desafia outro time para ver quem arrecada mais. O resultado será exibido em tempo real no site, “aumentando o sentimento de ​coopetição​”.

E Edgard convida: “Bota todo mundo que você conhece, seus parentes, amigos e amigas, nesta gincana! Ninguém sozinho pode resolver o enorme desafio que temos pela frente, precisamos de todo mundo dando o melhor de si!”.

Acompanhe e divulgue pelas redes sociais: Instagram e Facebook. E use a hashtag #Desafio10x10. Para apoiar o Desafio 10×10, no Facebook, você ainda pode alterar seu avatar, incluindo o logotipo da campanha em sua foto.

Gestão, distribuição e parcerias

Os recursos arrecadados serão convertidos em cestas básicas virtuais que serão distribuídas durante três meses para as famílias cadastradas pela iniciativa. Ou seja, o projeto não vai comprar alimentos e produtos de limpeza, mas repassar o valor oficial da cesta básica para essas famílias, o que também ajudará a fortalecer o comércio local nas comunidades. Muito bem pensado!

A gestão do fundo será feita pela Doare (plataforma especializada em arrecadação de doações online) e a distribuição pelas ONGs Gerando Falcões​, ​CUFA (Central Única das Favelas) e ​ChildFund​. A escolha destas três organizações se deve à sua atuação nacional direta ou por intermédio de parceiros, que garantirá a chegada do benefício às comunidades de baixa renda. Os povos quilombolas, indígenas e ribeirinhos também estão incluídos.

Veja as organizações e empresas que apoiam o desafio: ABAP – Associação Brasileira das Agências de Publicidade, ABEF – Articulação Brasileira da Economia de Francisco, ABRES – Associação Brasileira de Estágios, Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida, Agência Lema, Assine Bem, #Causar, ChildFund, CUFA, Engenheiros sem Fronteiras, Escoteiros do Brasil, FGV/EAESP, Fundação Telefonica-Vivo, Gerando Falcões, Iniciativa das Religiões Unidas (URI), Instituto Casa Comum, IYD, Jornada X, Junior Achievement, Marlus Araújo, Mube, Nube, Omelete, Purpose, Ser+, Sponsor Biz, Take, Tátil Design, Unicamp, Viração, WFP – Programa Mundial de Alimentos da ONU, Youth Initiative.

A seguir, assista à live animada realizada no último sábado, 19/6, pelo jornalista e ativista social Renato Paiva Guimarães, voluntário do Desafio 10×10 (autor do blog Ideias que Movem, aqui no Conexão Planeta) com Edgard Gouveia Júnior, idealizador da gincana online.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta