COP28 começa com aprovação de fundo climático de perdas e danos para países vulneráveis

COP28 começa com aprovação de fundo climático de perdas e danos para países vulneráveis

*Por Paula Laboissière 

Em seu primeiro dia, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP28), realizada em Dubai, nos Emirados Árabes, aprovou nesta quinta-feira (30/11) um fundo climático para financiar perdas e danos de países vulneráveis. O intuito da novai iniciativa é ajudar as nações pobres a lidar com extremos climáticos, eventos que se tornaram cada vez mais frequentes e intensos nos últimos anos devido ao aquecimento global, como enchentes, furacões, secas, estiagens e incêndios florestais.

Os Emirados Árabes anunciaram imediatamente uma contribuição de US$ 100 milhões. Em seguida, a Alemanha também declarou uma doação de US$ 100 milhões ao fundo, seguida pelo Japão, que disponibilizou US$ 10 milhões, e o Reino Unido, US$ 75 milhões. 

“Entregamos história hoje. Esta é a primeira vez que uma decisão foi adotada no primeiro dia de qualquer COP. E a velocidade com que o fizemos também é histórica”, afirmou o presidente da COP28, Sultan Al Jaber. 

“Esta é uma prova de que podemos entregar. A COP28 pode entregar. E, colegas, isso agora estabelece uma ambição clara para que possamos apresentar uma decisão abrangente nos próximos 12 dias”, concluiu. 

*Texto publicado originalmente em 30/11/23 no site da Agência Brasil

Leia também:
Crise climática causou perdas econômicas de US$ 1,5 tri, em 2022, com efeitos mais severos em países pobres, mais populosos e tropicais

Foto de abertura: COP28 / Christopher Pike

Deixe uma resposta

Agência Brasil

É uma agência pública de notícias criada em 1990, logo após a incorporação da Empresa Brasileira de Notícias (EBN) pela extinta Empresa Brasileira de Comunicação (Radiobras). Presente na web e nas redes sociais, a Agência Brasil cobre todos os eventos importantes do país, publicando diariamente dezenas de reportagens