PUBLICIDADE

Considerado extinto por 50 anos, pequeno dragão-sem-orelha é redescoberto na Austrália

Considerado extinta por 50 anos, pequeno dragão-sem-orelha é redescoberto na Austrália

Ele tem apenas 15 centímetros, mas sua redescoberta foi muito celebrada pelo governo da Austrália. Trata-se de um pequeno lagarto (Tympanocryptis pinguicolla), um tipo de dragão-sem-orelha, que não era observado no país desde 1969.

“Considerado extinto, o dragão-sem-orelha das pradarias vitorianas foi redescoberto em Wadawurrung! Esta espécie enigmática permaneceu escondida nos últimos 54 anos, apesar das buscas em andamento. Uma vez comum em pastagens nativas a oeste de Melbourne, seus números diminuíram devido à perda de habitat e predadores como raposas e gatos selvagens”, anunciou em nota o Ministério do Meio Ambiente da Austrália.

Segundo o comunicado, o governo australiano está trabalhando em parceria com a província de Victoria e o Zoos Victoria para garantir a sobrevivência da recém-descoberta população desse dragão-sem-orelha. Para isso tenta-se encontrar mais espécimes do réptil, com o uso de cães de detecção especialmente treinados para farejar o lagarto, além da criação de um programa de reprodução para garantir que a espécie não seja perdida novamente.

A utilização de cães de detecção já foi feita anteriormente e é considerada uma excelente estratégia conservação na busca por lagartos e cobras australianos ameaçados. Desde 2014 havia um trabalho intenso para tentar reencontrar esse réptil, com a ajuda também de armadilhas fotográficas.

Embora tenha sido redescoberta, a espécie Tympanocryptis pinguicolla continua considerada em perigo alto de extinção. A localização exata de onde o dragão-sem-orellha foi encontrado não está sendo divulgada para garantir sua segurança.

“Queremos proteger nossas preciosas criaturas para nossos filhos e netos. É uma notícia tão emocionante que o dragão-sem-orelhas da pradaria vitoriana foi redescoberto. É um lembrete sobre porque é tão importante investir na restauração de habitats e na erradicação de espécies selvagens como gatos e raposas”, afirmou Tanya Plibersek, ministra do Meio Ambiente e da Água.

E pra quem ficou na dúvida, assim como eu, embora o dragão-sem-orelha não tenha uma orelha ou orifício, ele consegue escutar!

Esse lagarto é marrom claro com três listras brancas e várias faixas mais escuras ao longo do corpo. É um animalzinho enérgico para o seu tamanho e os adultos podem percorrer mais de 110 metros por dia.

Já no primeiro ano a fêmea do dragão-sem-orelha consegue se reproduzir, entretanto biólogos acreditam que isso só acontece uma vez em sua vida inteira.

Considerado extinta por 50 anos, pequeno dragão-sem-orelha é redescoberto na Austrália

O dragão-sem-orelha da Austrália ficou desaparecido dos olhos humanos por mais de 50 anos
(Foto: Melbourne Zoo)

*Com informações adicionais do Zoos Victoria

Leia também:
Nascem em cativeiro filhotes do maior lagarto do planeta, ameaçado de extinção, o dragão-de-komodo
Lagarto da Mata Atlântica “se faz de morto” para enganar possíveis predadores
Basilisco: o lagarto que corre na superfície da água
Lagartixa paraquedas: descoberta nova espécie desses incríveis répteis que conseguem voar
Lagartixa com olhos psicodélicos é nova espécie descrita na Austrália

Foto de abertura: Melbourne Zoo

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE