Os flagrantes mais inusitados (e divertidos) da vida selvagem em 2021

Os flagrantes mais inusitados (e divertidos) da vida selvagem em 2021

The Comedy Wildlife Photography Awards nasceu em 2015 da paixão dos britânicos Paul Joynson-Hicks MBE e Tom Sullam pela vida selvagem, depois de décadas de experiência e convivência com os animais na África Oriental. Em pouco tempo, a competição modesta ganhou destaque mundial e atrai milhões de pessoas todos os anos.

A gente curte tanto esta competição que tem acompanhado a divulgação dos finalistas e dos vencedores há alguns anos: 2020 (finalistas e vencedores), 2019, 2018 e 2016.

Fotógrafos profissionais – especialistas em vida selvagem – e amadores, do mundo todo, se inscrevem neste concurso gratuito, sempre com foco no bom humor que a cena pode provocar, que nos levam a imaginar situações humanas, realmente inusitadas no mundo animal. As legendas dão bem esse sentido.

A intenção do concurso é revelar “um lado desconhecido e leve do dia a dia no mundo natural” e promover a conservação e a proteção animal, sua grande missão, desde o início.

Em julho, divulgamos, aqui, algumas imagens finalistas só pra provocar mais a curiosidade dos fãs. E, esta semana, finalmente, os organizadores divulgaram os escolhidos deste ano, que concorreram com mais de 7 mil inscritos.

Além da foto vencedora, foram apresentadas as imagens escolhidas por votação popular e nas categorias, criaturas da terra, da água e do ar e o melhor portfólio da internet, além de outras ‘altamente recomendadas’.

Ouch (‘Ai!’, em português) é a grande vencedora e foi feita em 2016 pelo fotógrafo amador Ken Jensen, na província de Yunan, na China. Nela, um macacoGolden Silk Monkey – parece estar gritando, sentado num cabo. A situação nos leva a pensar que ele grita porque caiu ali de maneira desastrada, esmagando seus testículos.

Os flagrantes mais inusitados (e divertidos) da vida selvagem em 2021

Ao saber de sua vitória, Jensen contou que os macacos circulam livremente por uma área próxima ao rio Xun, e se sentem muito à vontade perto de humanos. o que facilitou o flagrante. “É um ótimo sentimento saber que uma imagem está fazendo as pessoas sorrirem ao redor do mundo e ajudar causas importantes de conservação animal”. Ele ganhou um safari no Quênia e um troféu produzido à mão na Tanzânia. 

A foto escolhida pelo voto popular também foi a vencedora da categoria Criaturas do ar é de John Speirs e recebeu o título Acho que o verão acabou devido à folha que, levada pelo vento, tapou a visão da pomba, interrompendo sua caminhada pelo telhado.

Os flagrantes mais inusitados (e divertidos) da vida selvagem em 2021

Na categoria Criaturas da Terra, o belíssimo e tenso registro de Arthur Trevino, batizado de Cão da pradaria Ninja, que flagrou um pequeno animal surpreendido por um gavião na neve.

Os flagrantes mais inusitados (e divertidos) da vida selvagem em 2021

Hora da Escola é a foto vencedora da categoria Criaturas da Água, de autoria de Chee Kee Teo. Parece, mesmo que o filhote de lontra está sendo repreendido pela mãe. A foto também poderia ser intitulada como ‘Já pra cama!’, não?

A seguir, algumas das imagens ‘altamente recomendadas’ pelo júri e a sequência que recebeu o prêmio Incrível Portfólio na Internet.

Esquecidos, de Lea Scaddan
Te peguei!, de Roland Kravitz
Vamos ver quem pula alto!, de Chu han lin
Vamos dançar!, de Andy Parkinson
O camaleão indiano é O Estilista Verde, flagrado por Gurumoorthy K, que também ficou entre as mais recomendadas

A seguir, a sequência registrada por Vicki Jauron, que ficou com o prêmio Incrível Portfólio na Internet e recebeu o título de A alegria de um banho de lama.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta