PUBLICIDADE

Começa época de reprodução do grou-japonês, ave símbolo da imortalidade

Começa época de reprodução do grou-japonês, ave símbolo da imortalidade

O grou-japonês, também conhecido como grou-da-manchúria (Grus japonensis), está entre as maiores espécies dessas aves, chegando a medir mais de 1,5 m e com uma envergadura das asas que pode atingir os 2,5 m. Durante séculos, essa ave majestosa foi símbolo de longevidade e imortalidade nas culturas do Japão, China, Mongólia e Coreia. Em livros e obras de artes, personalidades imortais eram retratadas voando sobre grous. Para os japoneses, eles podem viver mais de mil anos e não por coincidência, eles aparecem no verso da cédula de 1 mil ienes.

Mas a ave símbolo da imortalidade, que tem entre suas principais características uma coroa vermelha no topo da cabeça, está ameaçada de extinção. O grou-japonês está na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação das Espécies (IUCN). A redução de seu principal habitat, áreas úmidas, fez com que a espécie se tornasse a mais rara entre os grous no mundo. Estima-se que só restem cerca de 1.380 grous-japonês em vida livre.

Por essa razão, em vários lugares, há projetos de conservação e reintrodução do grou-japonês, como o realizado na Reserva Natural Nacional de Zhalong, em Qiqihar, na província de Heilongjiang, na China. O local é conhecido como o “lar do grou-japonês” no país e conhecido como o maior habitat e berçário da espécie no planeta.

Mais de 380 aves, nascidas em cativeiro, já foram soltas em Zhalong. E há um cuidado muito especial durante o período de reprodução, que começa agora.

Começa época de reprodução do grou-japonês, ave símbolo da imortalidade

Uma fêmea cuidando de um filhote e um ovo que ainda vai eclodir
Foto: Wang Yonggang/Xinhua

O grou-japonês é monogâmico, ou seja, possui um mesmo parceiro pela vida toda. Durante o ritual de acasalamento, os casais dançam, saltando no ar.

Quando nascem, os filhotes têm a plumagem marrom clara, que se transformará em branca, com penas pretas no pescoço e no rabo, quando adultos.

Essas aves se alimentam de peixes, pequenos anfíbios, roedores e plantas. Apesar do mito de serem imortais, elas vivem em média 30 anos na natureza e em cativeiro, 50 anos.

Começa época de reprodução do grou-japonês, ave símbolo da imortalidade

Um macho ao lado da fêmea, que cuida do ovo no ninho, na Reserva Natural Nacional de Zhalong
Foto: Wang Yonggang/Xinhua

*Com informações da National Geographic e da Agência de Notícias Xinhua

——————————

Agora o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Acesse este link, inscreva-se, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Leia também:
Amizade entre um fazendeiro e um grou comove indianos, que pedem pela sua liberdade

Foto de abertura: Wang Yonggang/Xinhua

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE