PUBLICIDADE

Pragas: exterminando o inimigo de maneira natural

joaninha é um excelente combate biológico para pragas como pulgão

As pragas existem e competem conosco pela sobrevivência. Cada qual com seu universo, insetos, ácaros, fungos, vermes, anfíbios, aracnídeos ou moluscos. Dependendo do lugar onde você vive, podem ser de tipos diversos ou muito específicas. Muitas vezes não as vemos diretamente, mas acabam deixando marcas que se caracterizam e nos ajudam a descobrir o que está acontecendo com nossas plantas.

Para controlar é necessário compreender o mecanismo de vida destas pragas: olhar, estudar, experimentar.

PUBLICIDADE

O fato é que limpeza e ordem funcionam muito bem, e em geral, quando a praga persiste é sinal de desequilíbrio no jardim. Falta de sol e excesso de água trazem fungos. Falta de adubo ou terra pobre favorecem a presença de insetos.

Para controlar as infestações, devemos olhar em volta com olhos críticos e curiosos: não só no seu jardim, mas ao redor e procurar os nichos (lugares de proliferação). Recomenda-se fazer a prevenção às pragas através da coleta do lixo, por exemplo. Procure sempre enterrar frutas e folhas caídas do jardim ou da horta no composto orgânico (adubo natural feito a partir de detritos orgânicos como cascas de frutas e verduras e restos de plantas). Isto evitará a infestação de pragas porque no composto a temperatura sobe no processo de decomposição dos detritos, matando ovos, fungos e insetos.

Porém, entenda que o composto não é somente uma montanha de restos do jardim. Deve ser um lugar preparado  com camadas alternadas de terra, palha, restos orgânicos e esterco, que propicia a decomposição com a atuação de micro-organismos em menos tempo do que uma pilha de resíduos no quintal.

Existem  diferentes elementos que podem causar desequilíbrio em nosso jardim. Em cidades litorâneas, o sal  que vem com a maresia pode cobrir as folhas e apodrecê-las, assim como a areia, ou nas grandes cidades, a poluição das ruas e avenidas.

O clima também pode atrapalhar, ao favorecer a proliferação de insetos, influenciando assim o controle de pragas. Portanto, quando a temperatura cai, é hora de perseverar e manter as criaturas indesejáveis sob controle. E como na maioria das vezes são animais muito menores em tamanho, mas muito maiores do que nós, em número de indivíduos, eles sobrevivem com muito pouco. E infelizmente, quando nos damos conta, o estrago já é grande.

Para cada tipo de praga existe um remédio, que pode ser usado de múltiplas combinações. Vale tudo! Todavia, um alerta: o segredo está na vigilância e na persistência mais do que no remédio, pois em dez dias pragas podem triplicar sua população.

Em geral, água e sabão de côco matam insetos (todo bichinho com seis patas, como pulgões e percevejos), mas não acabam com seus  ovos. Então, o controle  biológico pode ajudar.

Para matar pulgões, uma excelente dica é colocar joaninhas no vaso. Elas vão exterminar o inimigo por você!

Outra dica é plantar repelentes naturais como alho, cebolaalecrimlavanda e pimenta vermelha. Muito conhecidos e fáceis de encontrar, têm aroma forte que espanta insetos e pragas. Tinturas em álcool das folhas e raízes destas plantas podem ser usadas para pulverizar seus vasos e assim afastar inimigos indesejados. A pulverização pode ser feita a cada dez dias.

Muito utilizados também para o combate natural são extrato de fumo ou neem (também conhecido como nim, é uma árvore de origem asiática). Vendidos em casas de jardinagem, funcionam muito bem, desde que com regularidade.

Como você percebe, na natureza não existem limites. Com ela somos livres para investigar e criar novos caminhos. Tentar e errar nunca será em vão, desde que se revejam os passos. Compartilhe suas experiências. Cultivar também é experimentar.

Leia também:
Nas férias, (m)olhe para mim
Sol e água na medida certa
Cada planta com seu torrão
Terra de muitos tons

Foto: domínio público/pixabay

Comentários
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE