Com suas descobertas, vencedores do Prêmio Nobel de Química criaram uma nova técnica de construção de moléculas, com menor impacto ambiental

Com suas descobertas, vencedores do Prêmio Nobel de Química criaram uma nova técnica de construção de moléculas, com menor impacto ambiental

O termo é complicado: organocatálise assimétrica. Mas foi graças a ela que os pesquisadores Benjamin List e David MacMillan foram escolhidos pela Royal Swedish Academy of Sciences para receber o Prêmio Nobel de Química de 2021. O anúncio foi feito esta manhã, na sede da academia, em Estocolmo.

Trabalhando de forma independente, os dois cientistas conseguiram criar um novo catalizador, substância que aumenta e controla a velocidade de uma reação química. Até então, eram utilizados apenas dois tipos de catalizadores: metais e enzimas. Mas List e MacMillan desenvolveram uma nova técnica, a tal da organocatálise assimétrica, feita com moléculas orgânicas.

“Construir moléculas é uma arte difícil. Benjamin List e David MacMillan recebem o Prêmio Nobel de Química 2021 pelo desenvolvimento de uma nova ferramenta precisa para a construção molecular: a organocatálise. Isso teve um grande impacto na pesquisa farmacêutica e tornou a química mais verde”, afirmou o comitê da Academia Sueca de Ciências.

Benjamin List é alemão e diretor do Max-Planck-Institut für Kohlenforschung, em Mülheim an der Ruhr. David MacMillan é britânico e professor da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

“Este conceito de catálise é tão simples quanto engenhoso, e o fato é que muitas pessoas se perguntam por que não pensamos nisso antes”, disse Johan Åqvist, presidente do Comitê do Nobel de Química.

Segundo o comunicado divulgado hoje pela academia de ciência da Suécia, a organocatálise se desenvolveu a uma velocidade surpreendente desde o ano 2000. “Benjamin List e David MacMillan permanecem líderes no campo e demonstraram que catalisadores orgânicos podem ser usados para impulsionar inúmeras reações químicas. Usando essas reações, os pesquisadores agora podem construir de forma mais eficiente qualquer coisa, desde novos produtos farmacêuticos até moléculas que podem capturar luz em células solares. Desta forma, os organocatalisadores estão trazendo o maior benefício para a humanidade”, diz o texto.

Os pesquisadores dividirão o prêmio de 10 milhões de coroas suecas, pouco mais de 6 milhões de reais.

Na terça, 05/10, foram divulgados os nomes dos vencedores do Nobel de Física –  o japonês Syukuro Manabe, o alemão Klaus Hasselmann e o italiano Giorgio Parisi, que contribuíram para o melhor entendimento do aquecimento global. Já o americano David Julius e o libanês Ardem Patapoutian ganharam o Nobel de Medicina por descobertas sobre receptores de temperatura e toque no corpo humano.

Amanhã será anunciado o/a vencedor/a do Nobel de Literatura, e na sexta, o da Paz.

A cerimônia de entrega dos prêmios acontece sempre em 10 de dezembro, aniversário da morte do seu idealizador, o industrial e filantropo sueco Alfred Nobel (1833-1896).

As indicações ao Nobel podem ser feitas por algumas pessoas específicas, membros de alguns órgãos e entidades, parlamentares, professores universitários, acadêmicos e ex-recebedores do título, mas a lista completa com o nome dos nomeados é sempre mantida em segredo por 50 anos.

Ilustração: Niklas Elmehed

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Com suas descobertas, vencedores do Prêmio Nobel de Química criaram uma nova técnica de construção de moléculas, com menor impacto ambiental

  • 7 de outubro de 2021 em 6:44 AM
    Permalink

    Isso é muito perigoso. É uma mentira que possa ser verde, enquanto uma botanica dentro das Leis da Natureza. Tem que ser proibido e nunca publicitar-lo como um beneficio ecologico e organico dentro das Leis da Natureza virgem e primeira.
    Todos os jornalistas tem a obrigaçao de estar dentro das Leis Supremas da Natureza, da Terra e do Cosmo. Caso contrario cometem delitos, estarão fora da Lei . Poderão ganhar dinheiro, porque as farmaceuticas pagam rios de dinheiro para quem publicita seus delitos de morte e crime. Sem nenhum.aviso de Lei, que tem a obrigaçao de acompanhar o artigo.
    Eu peço educadamente e com todo o prestigio e a Dignidade que as Leis Supremas da Natureza, da Terra e do Cosmo, oferecem a todos os profissionais e a vida digna e única possivel sobre a Terra. O Planeta vivo do Sistema Solar com grande diversidade de vida. Todos os Planetas estão vivos, mas existem alguns mais ricos, em riquezas naturais que outros.
    Essas Leis tem por obrigaçao e todo o dever de todos respeitar e cumprir sem nenhum equivoco, sem nenhuma violaçao ,para que nao se cometa nenhum crime. E afinal de tanta barbarie e ignorancia , destruam o Planeta inteiro.

    Resposta

Deixe uma resposta