PUBLICIDADE

Com menos de 200 leopardos-de-amur na natureza, registro de fêmea com três filhotes é muito celebrado

Com menos de 200 leopardos-de-amur na natureza, registro de fêmea com três filhotes é muito celebrado

A imagem acima é realmente um registro incrível! E ainda mais quando estima-se que restem na vida selvagem menos de 200 leopardos-de-amur (Panthera pardus orientalis). A fêmea com três filhotes foi flagrada por armadilhas fotográficas instaladas no Parque Nacional dos Tigres e Leopardos de Suiyang, na China.

Os guardas florestais que encontraram a imagem afirmam que os filhotes parecem bem de saúde e devem ter cerca de um ano de idade.

O leopardo-de-amur é uma subespécie dos leopardos, nativa de florestas da China, Rússia e península coreana. A caça e a perda de habitat foram responsáveis pelo seu quase desaparecimento do planeta. Na Lista Vermelha, da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), o Amur é classificado como ‘criticamente ameaçado’.

Assim como outros felinos, o leopardo-de-amur é um animal extremamente ágil. Pode correr até 60 km por hora e saltar distâncias de mais de 5 metros. Está bem adaptado ao frio, com seu pelo grosso, e suas patas que suportam a neve nos meses de inverno.

Com a força de seu corpo – chega a medir mais de 2 metros e pesar 50 kg -, esse mamífero carnívoro consegue carregar suas presas e se ainda não conseguiu comê-la por completo, esconde os restos para que não sejam capturados por outros animais.

De hábitos solitários, na natureza ele vive entre 10 e 15 anos. Todavia, há relatos de alguns machos que continuam do lado das fêmeas, mesmo após o acasalamento e até, a cuidar dos filhotes.

Os leopardos-de-amur ganharam esse nome porque são observados ao longo do rio Amur, que percorre a fronteira entre a China e a Rússia.

*Com informações adicionais do WWF International e National Geographic

Leia também:
Filhote de leopardo-de-amur, espécie criticamente ameaçada, dá os primeiros passos ao ar livre em santuário na Inglaterra
Nascem dois filhotes de leopardo-de-amur, subespécie quase extinta na natureza

Foto de abertura: Parque Nacional dos Tigres e Leopardos de Suiyang (NCTLNPA)

Comentários
guest

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Max
Max
1 mês atrás

Reportagem muito interessante…muito obrigado!
E tomara que a população desses leopardos aumentem…apenas 200 dessa espécie? Pouquíssimo.

Kennedy G Gomes
Kennedy G Gomes
1 mês atrás

Ao estagiário: A fronteira deve ser sul da Rússia com o norte da china e não o contrário, não existe pais ao norte da Rússia

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE