Com apenas 300 indivíduos na vida selvagem, nascimento de três filhotes da mais rara subespécie de tigre do mundo é muito celebrado

Com apenas 300 indivíduos na vida selvagem, nascimento de três filhotes da mais rara subespécie de tigre do mundo é muito celebrado

Um dos mais icônicos animais da vida selvagem, o tigre (Panthera tigris) é também o maior felino da natureza. Estima-se que nos dias atuais restem entre 4 mil a 4,5 mil indivíduos ainda vivendo livremente, em alguns países asiáticos, como Índia, Nepal, Butão, Rússia e China.

Existe apenas uma espécie de tigre, mas a ciência reconhece outras nove subespécies desses animais, três das quais já estão extintas. As seis restantes incluem os tigres de Bengala, Indo-Chinês, do sul da China, Amur e Sumatra.

E foi justamente dessa última subespécie, a menor e mais rara de todas elas, que nasceram três filhotes no começo de julho no ZLS London Zoo, o mais importante zoológico da Inglaterra e um renomado centro de reprodução em cativeiro e conservação de espécies ameaçadas de extinção.

O nascimento aconteceu no dia 27 de junho e foi acompanhado pelos veterinários da instituição através de câmeras instaladas no recinto da mãe Gaysha. A fêmea, que tem dez anos, passou tranquilamente pelo parto e em seguida, começou a limpar e cuidar de suas novas crias. O pai, Asim, também estava presente.

“Estávamos confiantes de que Gaysha estava grávida e estimamos aproximadamente quanto tempo ela estava – quando observamos seu estômago crescer visivelmente nas últimas semanas, sabíamos que ela estava se aproximando do termo. Preparamos para ela uma toca interna especial, enchemos com palha macia para conforto e começamos uma vigília noturna – monitorando seu progresso remotamente na tela”, contou Kathryn Sanders, cuidadora dos tigres do ZLS London Zoo.

Desde então, a família tem sido monitorada apenas por vídeo para não perturbar a interação entre pais e filhos neste importante primeiro momento. Os filhotes estão sendo amamentados e têm demonstrado boa saúde e desenvolvimento normal. Eles só serão batizados após os três meses, quando receberem as primeiras vacinas e aí poderá ser confirmado o sexo dos três.

Hoje o zoológico britânico compartilhou as primeiras fotos dos novos moradores. Simplesmente irresistíveis! Os pequenos aparecem ao lado da mãe e rolando pelo chão.

Com apenas 300 indivíduos na vida selvagem, nascimento de três filhotes da mais rara subespécie de tigre do mundo é muito celebrado

Nos últimos dias, por causa das altas temperaturas registradas em Londres, Gaysha e os filhotes foram vistos se aventurando para fora do recinto, onde até então estiverem “escondidos” desde o nascimento.

Com somente aproximados 300 tigres de Sumatra na natureza, especialistas ressaltam a importância de se manter uma população geneticamente diversa em cativeiro.

Confira abaixo o vídeo que mostra os primeiros momentos de vida dos novos filhotes de tigre:

*Com informações da organização Phantera e do WWF Internacional

Leia também:
População de tigres na Índia volta a crescer
Tinder pede que usuários retirem selfies com tigres de seus perfis
Registro de filhotes de tigres ameaçados de extinção provoca comemoração na Tailândia
Número de tigres no planeta aumenta pela primeira vez depois de 100 anos

Fotos: divulgação ZLS London Zoo

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.