PUBLICIDADE

Com ajuda de QR code, artista convida mineiros a descobrir o canto das aves nas paredes de Belo Horizonte

Com ajuda de QR code, artista convida mineiros a descobrir o som das aves nas paredes de Belo Horizonte

Na correria do dia a dia nossos ouvidos já se acostumaram aos ruídos das grandes cidades: buzinas, motores de carros, toques de celular. E infelizmente, pouco a pouco, fomos perdendo nossa conexão com alguns sons que ainda estão por aí, mas abafados por essa orquestra de barulhos mecanizados. As aves continuam presentes nos centros urbanos, mas seus cantos andam escondidos ou então, têm passado despercebidos pela nossa audição. Para oferecer uma oportunidade de reconexão das pessoas com os pássaros, o artista mineiro Pierre Fonseca criou a obra “Sinfonia”, um projeto lindíssimo que está em exposição em três pontos de Belo Horizonte.

Em grandes murais, Fonseca produziu pinturas de diversas espécies de aves e ao lado de cada uma há um QR code, que ao ser clicado com a câmera do celular, reproduz o canto daquele pássaro.

“Com a urbanização, com o homem saindo da roça e indo para a cidade, a gente vem perdendo muito o contato com a natureza e com a força natural da vida e do mundo”, diz Fonseca. “A obra vem de um gostar meu, de apreciar os cantos dos passarinhos. Na minha cidade natal, Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, sempre teve muito passarinho. Quando eu era pequeno brincava com meus amigos de reconhecer o canto deles e isso sempre foi muito presente na minha infância. Mas quando eu vim para Belo Horizonte, na selva de concreto pouco se ouve e pouco se vê passarinho”.

Com ajuda de QR code, artista convida mineiros a descobrir o som das aves nas paredes de Belo Horizonte

Foi desse sentimento, uma saudade misturada com nostalgia, mas também, a consciência da importância que a presença da natureza tem na vida das pessoas, que o artista concebeu “Sinfonia”. Os murais podem ser encontrados na Estação de Metrô Lagoinha, no Centro Cultural Lindeia, no bairro da Regina, e o último, inaugurado em outubro de 2021, no conjunto habitacional Instituto de Aposentadorias e pensões dos Industriários (IAPI), no bairro de São Cristóvão.

“Desde 2016 eu já desenvolvo alguns trabalhos que eu chamo de dispositivos ou máquinas de conexão, que são obras de arte que as pessoas podem interagir com elas e de alguma forma elas expandem o sentido, ampliando a percepção com os elementos da natureza, seja através, por exemplo, do sentido do tato ou da audição.

Com ajuda de QR code, artista convida mineiros a descobrir o som das aves nas paredes de Belo Horizonte

Fonseca enxerga ainda um potencial da obra ser uma ferramenta de educação ambiental para as crianças e jovens mineiros, já que muitos nunca tiveram um contato mais próximo com esses pássaros. “Pode ser uma forma lúdica de contato, de ver o passarinho e reconhecer o seu canto”, acredita.

Basta clicar no QR code e é possível ouvir o canto da ave

Com "Sinfonia", Pierre Fonseca quer reconectar as pessoas com

Algumas das aves que aparecem nos murais

Pra quem não tem a oportunidade de ver de perto o trabalho lindo desse artista, em Belo Horizonte, o vídeo abaixo mostra um pouquinho dessa belezura:

Leia também:
Cantos da Amazônia: nova websérie faz um passeio pela natureza da floresta e da cidade sob a ótica da observação de aves
Sempre se acreditou que aves machos cantavam mais. Até que mulheres cientistas começaram a estudar os pássaros…
Cientistas comprovam: o canto das aves pode eliminar o estresse

Fotos: arquivo pessoal

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE