Com 4,4 milhões de seguidores, a “influencer” Gabriela Pugliesi faz festa em casa em completo desrespeito à quarentena e profissionais de saúde

Com 4,4 milhões de seguidores, a "influencer" Gabriela Pugliesi faz festa em casa em completo desrespeito à quarentena e profissionais de saúde

*Atualizado em 28/04/20

Não bastasse o Brasil ter um presidente que ignora completamente as recomendações de médicos e dos mais importantes especialistas de saúde do mundo em relação às precauções para evitar o contágio do novo coronavírus, como o distanciamento social, os brasileiros ainda têm que ver, nas redes sociais, a ignorância e o desrespeito de alguns cidadãos diante da pandemia global, que já contaminou mais de 3 milhões de pessoas no mundo e deixou, até este momento, 200 mil mortes.

No final de semana, a “influencer digital” Gabriela Pugliesi, que já teve a COVID-19 e está curada, decidiu não apenas fazer uma festa em casa com suas amigas (todas sem máscara), mas postar no Instagram fotos da celebração: todas de rosto bem colado, sem a mínima preocupação em, primeiro, dar um péssimo e irresponsável exemplo e, segundo, respeitar o trabalho de milhares e milhares de médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde do Brasil inteiro que estão, diariamente, colocando sua vida em risco pela população, ao tratar os pacientes com coronavírus.

Óbvio, que depois da postagem, rapidamente as imagens viralizaram e houve uma enxurrada de críticas. Gabriela Pugliesi apagou as fotos do Instagram, mas era tarde demais. Sua imagem já tinha ficado arranhada pela irresponsabilidade.

Ela ainda gravou um vídeo (veja ao final deste texto), tentando se desculpar, admitindo o erro. Mas como alguém que se considera uma “influenciadora”, com 4,4 milhões de seguidores, que defende um estilo de “vida saudável”, pode fazer algo assim?

Quem usou as redes sociais para repudiar a atitude de Gabriela Pugliesi foi a apresentadora e comediante Tatá Werneck, que escreveu:

“Gabriela vc vai me achar uma babaca depois desse comentário. Mas eu acho menos importante isso do que alertar as pessoas. Tão pedindo caminhão pros hospitais . Pq tá um caos. Minha prima médica ( que pegou ) chega chorando em casa. Pq eles JÁ tem que escolher sem salvar. Vc já teve. Está teoricamente “imune”. Eu acho que essa atitude , ainda mais pra um monte de gente que te segue e se inspira na sua vida saudável foi inadmissível”.

Inadmissível mesmo. Não há como desculpar.

*Depois da polêmica sobre a festa e o enorme número de críticas recebidas, Gabriela Pugliesi desativou sua página no Instagram.

Leia também:
“A alternativa ao isolamento é muito mais gente morrer, não tem outra”, diz Natália Pasternack, bióloga e microbiologista
Máscara de proteção caseira ajuda a evitar o contágio por coronavírus: se precisar sair de casa, não vá sem ela!

Foto: reprodução redes sociais

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta