PUBLICIDADE

Cobra mostra artimanhas surpreendentes para se fingir de morta e se proteger de predadores

Cobra mostra artimanhas surpreendentes para se fingir de morta e se proteger de predadores

São muitos os animais na natureza, inclusive serpentes, que simulam estarem mortos para enganar possíveis predadores. É um comportamento chamado de imobilidade tônica. Entretanto, parece que algumas espécies se superam nessas artimanhas. É o caso da cobra dado (Natrix tessellata), revelado por um grupo de pesquisadores da Universidade de Belgrado, na Sérvia.

Eles descobriram que além de ficar imóvel, com a boca aberta e de cabeça para baixo, essa espécie também consegue adicionar alguns efeitos ainda mais melodramáticos na encenação. A cobra dado pode defecar e sujar seu corpo nas próprias fezes, excretar uma substância fedorenta e até, sangrar pela boca.

“Quando capturadas, elas lutarão vigorosamente e assobiarão enquanto expelem e se cobrem de fezes. Eventualmente, elas ficarão imóveis, com a boca aberta e a língua saliente, parecendo ter morrido”, relatam os cientistas.

PUBLICIDADE

O comportamento foi observado durante uma pesquisa com 263 cobras, em seu ambiente natural. Desse total, quase 50% delas se sujaram nas fezes, algo predominante entre mais indivíduos adultos do que juvenis. E 28 delas sangraram pela boca.

Os pesquisadores também notaram que, dentre as cobras que utilizam artimanhas extras para se fingir de mortas, a fuga do predador é mais rápida.

“Todos esses aspectos da exibição do artifícios para simular a morte devem funcionar em conjunto, intensificando o efeito geral da exibição e, por sua vez, facilitando uma fuga mais rápida”, dizem os cientistas envolvidos na análise, em artigo científico publicado na Biology Letters.

Vale salientar, entretanto, que a cobra dado não é venenosa. Ela é uma espécie aquática, que se alimenta de peixes e anfíbios. Chega a medir pouco mais de 1 metro de comprimento e recebe esse nome porque sua barriga, com tons de amarelo e laranja, possui desenhos em preto que lembram dados. Essa serpente é encontrada em diversos países da Europa, Ásia e Oriente Médio.

————————————–

Agora o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Acesse este link, inscreva-se, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Leia também:
Lagarto da Mata Atlântica “se faz de morto” para enganar possíveis predadores

A estratégia inusitada do rapazinho-do-chaco para escapar dos predadores
A incrível estratégia de defesa das abelhas jataí

Foto de abertura: Bjelica and Golubović, Biol. Lett., 2024

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE