PUBLICIDADE

Cientistas ficam chocados ao ver, ao vivo, tubarão-tigre regurgitar uma equidna

Cientistas ficam chocados ao ver, ao vivo, tubarão-tigre regurgitar uma equidna

Agressivo e sempre defendendo o seu território, o tubarão-tigre (Galeocerdo cuvier) é uma espécie do topo da cadeia alimentar. Podendo medir até seis metros de comprimento, entre suas presas estão focas, tartarugas, aves marinhas e ainda, tubarões menores. Todavia, nunca antes soube-se que ele também comia equidnas.

Equidna, como assim? Pra começar, vale explicar o que é uma equidna (Tachyglossidae), afinal esse mamífero, que coloca ovos, só é encontrado na Austrália e na Nova Guiné. Ele possui o corpo repleto de espinhos, focinho comprido, língua longa e patas com garras resistentes, próprias para cavar.

E como exatamente um tubarão-tigre comeu e regurgitou uma equidna se esse animal é terrestre? A suspeita é que a pequena equidna estava nadando entre duas ilhas na costa da Ilha de Orpheus, ao norte de Queensland, na Austrália.

Foi lá que, durante um trabalho de monitoramento de espécies marinhas, cientistas da Universidade James Cook ficaram completamente surpresos ao ver, ao vivo, um tubarão-tigre regurgitar um equidna morto.

“Ficamos bastante chocados com o que vimos. Realmente não sabíamos o que estava acontecendo”, contou o pesquisador Nicolas Lubitz. “Quando o tubarão vomitou, olhei para meus colegas e perguntei: ‘Que diabos é isso?’. Alguém disse para tirar uma foto, então peguei meu telefone. Consegui tirar apenas uma foto, mas dá para ver o contorno da equidna na água.”

Segundo Lubitz, a equidna ainda estava completamente inteira, com suas pautas e espinhos, por isso os cientistas acreditam que o tubarão, que tinha cerca de três metros, tinha acabado de abocanhá-la.

“Era um tubarão-tigre de tamanho decente, mas não era enorme. É muito raro que vomitem a comida, mas às vezes, quando ficam estressados, podem regurgitar”, explica ele. “Nesse caso, acho que a equidna deve ter causado uma sensação estranha em sua garganta.”

Cientistas ficam chocados ao ver, ao vivo, tubarão-tigre regurgitar uma equidna

O único registro do ocorrido, a imagem feita pelo pesquisador
Foto: Nic Lubitz

E não foi apenas essa presa bizarra que o grupo descobriu que ser alvo dos tubarões dessa espécie. Eles também presenciaram um deles cuspindo o esqueleto de um dugongo, uma espécie de peixe-boi. Pelo tamanho, parecia ser um filhote.

O trabalho dos pesquisadores da Universidade James Cook envolve a colocação de pequenos dispositivos de monitoramento nos tubarões. Ao longo dos últimos anos, mais de 800 deles já receberam esses equipamentos. A espécie consta na Lista Vermelha de animais ameaçados de extinção da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês).

Uma equidna, com seu corpo totalmente coberto por espinhos
Foto: Wildlifecartoons, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia Commons

———————

Agora o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Acesse este link, inscreva-se, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Montagem de abertura: Dennis Hipp (Zepto), CC0, via Wikimedia Commons (tubarão) e Michael Heck por Pixabay (equidna)

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE