Celebração pelo nascimento de filhote de orangotango, o maior dos chamados grandes primatas, e em risco de extinção

Celebração pelo nascimento de filhote de orangotango, o maior dos chamados grandes primatas, e em risco de extinção

O orangotango é o maior dos animais pertencentes ao grupo dos chamados Grandes Primatas, que incluem ainda os gorilas, chimpanzés, bonobos e o ser humano. Há três espécies conhecidas pela ciência desses animais: os orangotangos de Bornéo, da Sumatra e o Tapanuli, descrito há poucos anos, em 2017 (leia mais aqui). Infelizmente, em maior ou menor grau, todos estão ameaçados de extinção por causa da destruição de florestas.

E como sempre escrevo aqui, para que se tenha uma população geneticamente segura e saudável, já que quando há poucos indivíduos na natureza o acasalamento entre membros da mesma família pode ser perigoso, é muito importante que existam programas de reprodução em cativeiro também.

Recentemente um desses programas anunciou o nascimento de um filhote de orangotango, em Viena, na Áustria. O acontecimento foi registrado, ao vivo, pelas câmeras do Schönbrunn Zoo. A mãe, Sari, tem 13 anos, e passou pelo parto sozinha.

“Sari tem cuidado bem do seu pequeno, que passa a maior parte do dia dormindo em seus braços”, diz Folko Balfanz, veterinário do local.

Celebração pelo nascimento de filhote de orangotango, o maior dos chamados grandes primatas, e em risco de extinção

Ainda não se sabe o sexo do filhote, que está sendo acompanhado nesse momento apenas de longe pelos cuidadores do zoológico

Reconhecidos por sua pelagem vermelha, os orangotangos são os maiores mamíferos arbóreos do planeta, passando a maior parte do tempo em árvores. Com braços longos e mãos e pés fortes conseguem se mover e agarrar galhos com muita facilidade.

Os orangotangos compartilham 96,4% dos mesmos genes que os seres humanos e são criaturas altamente inteligentes.

*Com informações adicionais do WWF

Leia também:
Orangotangos e bonobos recebem vacina contra a Covid no zoológico americano de San Diego
Comercial de Natal que mostra destruição de florestas e orangotangos por causa do óleo de palma é proibido na Inglaterra
Nascimento de filhote orangotango é símbolo de esperança em Sumatra

Fotos: divulgação Schönbrunn Zoo/Daniel Zupanc

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta