PUBLICIDADE

Câmera flagra momento exato do nascimento da girafinha Stanley, caindo de um altura de 2 metros

Câmera flagra momento exato do nascimento da girafa Stanley, caindo de um altura de 2 metros

Pra quem nunca viu o nascimento de uma girafa, como eu, a queda do filhote de uma altura de 2 metros parece assustadora, mas ela faz parte do processo normal do parto desses animais. Foi assim que o pequeno Stanley veio ao mundo na madrugada do último dia 6 de agosto. Depois da gestação de 15 meses de sua mãe, Orla, o filhotinho chegou bem e saudável.

Stanley é um dos moradores do Chester Zoo, no Reino Unido, uma das mais importantes organizações de conservação com foco na reprodução de animais em risco de extinção. Seu nascimento foi todo acompanhado pela equipe do local através das câmeras do local.

“Esta queda de 2 metros de altura é uma parte muito importante do processo de parto, pois é o que ajuda a romper o cordão umbilical e estimula o filhote a respirar pela primeira vez. Embora pequena em comparação com a mãe Orla, o recém-nascido já nasceu com 1,80 m de altura e pesando 72kg!”, explica Sarah Roffe, responsável pelo cuidado com as girafas.

Ela reforça também que após o nascimento é de vital importância que o filhote fique de pé rapidamente e se aventure até a mãe para sua primeira mamada. “São esses preciosos momentos iniciais que ajudam a cimentar esse vínculo especial entre os dois. Foi exatamente o que ocorreu entre Orla e seu bebê poucos minutos após seu nascimento. Ainda é cedo, mas até agora ele parece forte, saudável e muito contente, o que é maravilhoso de se ver”, celebra Sarah.

O filhote foi batizado com esse nome porque a montanha mais alta de Uganda, na África, chama-se Stanley e é nesse país que o Chester Zoo trabalha em conjunto com organizações locais pela conservação desse que é o mamífero terrestre mais alto do planeta.

Stanley pertence a uma subespécie da girafa do norte, conhecida como girafa de Baringo ou Rothschild (Giraffa camelopardalis rothschildi), considerada uma das mais altas dentre todas as espécies, podendo chegar a até 6 metros de altura.

Câmera flagra momento exato do nascimento da girafa Stanley, caindo de um altura de 2 metros

Stanley ao lado da mãe, Orla

As girafas estão listadas como “vulneráveis à extinção” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), com menos de 2.500 mil delas ainda na vida selvagem na África Oriental.

“Durante muitos anos, as girafas em toda a África sofreram uma extinção silenciosa. Ter um novo filhote saudável aqui no zoológico é, portanto, uma notícia fantástica para o programa de reprodução de espécies ameaçadas que está aumentando os números em zoológicos de conservação como o nosso”, diz Mike Jordan, diretor de Animais e Plantas do zoológico britânico. “Nossa equipe de especialistas em girafas tem ajudado nossos parceiros de longa data, a Giraffe Conservation Foundation e a Uganda Wildlife Authority, a proteger, monitorar e, em alguns casos, translocar girafas de uma área de Uganda para outra”.

De acordo com Jordan, há pouco mais de duas décadas, eram menos de dez girafas no Parque Nacional Kidepo Valley, em Uganda, mas graças a esforços de conservação, já são mais de 70 girafas Rothschild adultas, com filhotes nascidos ano após ano, numa reserva de proteção.

Leia também:
Graças a um órtese ortopédica, filhote de girafa que não teria chances de sobreviver poderá ter uma vida normal
Morre Pandinha, a mais velha girafa do Brasil e considerada uma das com vida mais longa no mundo
Termina com sucesso operação de resgate de girafas em ilha prestes a desaparecer no Quênia
Girafa entra para a Lista Vermelha de animais ameaçados de extinção. E não está sozinha

Fotos: divulgação Chester Zoo

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE