PUBLICIDADE

Caliandra, loba-guará reintroduzida no Cerrado, aparece com filhotes

Caliandra, loba-guará reintroduzida no Cerrado, aparece com filhotes

Desde o final do ano passado acompanhamos aqui no Conexão Planeta a história da loba-guará Caliandra. Ela foi resgatada, ainda filhote, em agosto de 2020, quando tinha aproximadamente três meses de vida. Foi encontrada numa região no oeste da Bahia e levada para um centro de reabilitação para ser cuidada e treinada para que pudesse ser devolvida à natureza quando já estivesse mais velha.

E isso aconteceu em meados de 2022, quando ela foi solta no Parque Vida Cerrado, um centro de conservação da biodiversidade, pesquisa e educação socioambiental no oeste baiano.

Caliandra recebeu um monitor cardíaco e um colar GPS para poder ser monitorada e assim pesquisadores, biólogos e veterinários acompanharem sua adaptação à vida selvagem. Além disso, foram instaladas armadilhas fotográficas no parque para acompanhar sua locomoção.

Em novembro, seis meses após sua reintrodução, ela já explorado mais de 100 mil hectares (leia mais aqui).

E agora, justamente quando se comemora o Dia do Lobo-Guará, em 12 de outubro, a equipe do Parque Vida Cerrado compartilha mais uma notícia maravilhosa: Caliandra se tornou mãe! Ela teve três filhotes e uma gravação obtidas pelas armadilhas fotográficas mostra a nova família.

“Se a gente pudesse pedir um presente para celebrar o Dia do Lobo-Guará e o Dia das Crianças, esse presente seria conhecer os filhotes de Caliandra e José Bonifácio! E foi justamente isso que aconteceu! Dois dos três filhotes deram o ar da graça para nossas câmeras de monitoramento no momento em que vieram com os pais se alimentar ao lado da área de treinamento de uma das fazendas parceiras”, compartilhou o Parque Vida Cerrado em suas redes sociais.

O centro de conservação ressalta ainda a importância desse momento, já que um processo de reintrodução de um animal só é considerado bem-sucedido após a procriação desse indivíduo, ou seja, a reprodução e o nascimento de filhotes.

“A reprodução de Caliandra, loba-guará que esteve conosco por todas as etapas para sua reintrodução em vida livre, é a prova viva do sucesso de um esforço coletivo, com o apoio inestimável de diversas instituições e dos produtores rurais do oeste da Bahia, que vieram para coroar esse projeto de reintrodução do lobo-guará. Obrigado a todos que nos acompanham nesta jornada!”, celebrou a organização.

Espécie típica do Cerrado brasileiro, o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é o maior canídeo selvagem da América do Sul. Infelizmente, ele encontra-se ameaçado de extinção, devido principalmente à destruição de seu habitat pelo desmatamento.

O nome guará vem da língua indígena e significa “vermelho”. Com aproximadamente 90 cm de altura, pesa, em média, 23 kg. De hábitos solitários, macho e fêmea se encontram somente para reproduzir e cuidar dos filhotes.

Apesar de carnívoro, o lobo-guará gosta muito de frutas. Uma inclusive, leva seu nome: a fruta-do-lobo.

Seis meses após reintrodução, a lobo-guará Caliandra já explorou mais de 100 mil hectares de área no Cerrado

Caliandra, logo após a soltura no ano passado
(Foto: divulgação Parque Vida Cerrado)

Foto de abertura: reprodução vídeo Parque Vida Cerrado

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE