Caçadores matam onça-pintada no Pantanal e penduram cabeça em árvore

Caçadores matam onça-pintada no Pantanal e penduram cabeça em árvore

A imagem acima é chocante e revoltante. Odiamos publicá-la, mas achamos necessário que os brasileiros saibam que esse tipo de crime continua sendo cometido em nosso país. A cabeça da onça-pintada foi encontrada pendurada em uma árvore por uma equipe de agentes do Ibama e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso, que monitorava a fauna na região entre Pixaim e Porto Jofre, município de Poconé, na última semana de outubro.

Foram feitas radiografias do crânio do animal, que revelaram a presença de uma bala estilhaçada, ou seja, comprovando que o crime foi ação de caçadores. A carcaça da onça também foi encontrada no meio da mata.

Segundo nota da Secretaria de Meio Ambiente, três suspeitos foram presos e encaminhados para a Delegacia Regional de Poconé. O Conexão Planeta entrou em contato tanto com a delegacia, quanto com a secretaria para obter mais informações sobre os criminosos, mas ainda não teve retorno.

Caçadores matam onça-pintada no Pantanal e penduram cabeça em árvore

Raio-x revela estilhaços da bala usada para matar a onça-pintada

Realmente não dá pra acreditar que depois dos últimos meses, com toda a devastação que ocorreu no Pantanal por causa dos incêndios e todo o impacto sobre a fauna da região – como as várias onças-pintadas mortas ou que tiveram as patas queimadas -, ainda assim, caçadores estejam matando mais animais.

Na semana passada mesmo, quando o fogo voltou a atingir a Serra do Amolar, duas onças foram resgatadas com queimaduras nas patas.

Divulgamos aqui, no Conexão Planeta, no final de agosto, que mais de 100 entidades assinaram um manifesto pela revogação de decretos que facilitam acesso a armas de fogo no Brasil. De acordo com as entidades, um dos principais beneficiados pela “política armamentista do governo” é o grupo de Caçadores, Atiradores e Colecionadores (CACs).

“O registro concedido pelo Exército e a consequente autorização de compra de armas e munições têm grande influência no aumento da caça ilegal a animais nativos do Brasil. Uma vez que as armas foram compradas e registradas, é quase impossível fiscalizar como serão utilizadas”, denunciam as organizações. “A diminuição da diversidade dos animais silvestres ocasionada pela caça acarreta em impactos diretos sobre a estabilidade climática, deficiências nos ciclos naturais e outros serviços ecossistêmicos dos quais depende a nossa economia”.

Conforme mostramos aqui, em outras reportagens do site, 73% dos brasileiros são contra o porte de armas e 93% da população é contra a caça de animais silvestres.

Atualmente, no Brasil, somente está liberada a caça de controle a uma espécie animal exótica e invasora, o javali-europeu (Sus scrofa) e a seu híbrido, o porco-doméstico (javaporco).

Maior felino das Américas, a onça-pintada (Panthera onca), também chamada de jaguar, originalmente era encontrada desde o sudoeste dos Estados Unidos até o norte da Argentina. Atualmente, a espécie está oficialmente extinta em território americano, é muito rara no México, mas ainda pode ser vista na Argentina, Paraguai e Brasil.

Leia também:
Ousado, onça-pintada que teve patas queimadas pelos incêndios do Pantanal, volta à natureza
Incêndios no Pantanal podem provocar uma redução na população de onças-pintadas no Brasil
Em carta aberta, governadores de 13 estados e do Distrito Federal pedem revogação do decreto das armas
Em vídeo, artistas protestam contra a liberação da caça de animais no Bra
sil
Contra a caça de animais silvestres: por mais vida e paz em nossas florestas!

Foto: divulgação

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Caçadores matam onça-pintada no Pantanal e penduram cabeça em árvore

  • 12 de novembro de 2020 em 12:41 PM
    Permalink

    É muito triste Suzana. Parabéns pelo seu trabalho. Penso que as onças -pintadas serão extintas no Pantanal em um fututro próximo. Esse é o agronegócio brasileiro. Carlos, advogado especialista em direito ambiental no Piauí.

    Resposta

Deixe uma resposta