PUBLICIDADE

Britânicos se deparam com atum gigantesco, com cerca de 400 kg, em local que no passado espécie praticamente desapareceu

Britânicos se deparam com atum gigantesco, com cerca de 400 kg, em local que no passado espécie praticamente desapareceu

Pelo menos em alguns lugares do planeta, graças a leis de proteção e práticas mais sustentáveis, algumas espécies de peixes estão conseguindo recuperar suas populações. Na década de 60, o atum-rabilho (Thunnus thynnus), também conhecido como atum gigante do Atlântico, praticamente desapareceu das águas do Reino Unido devido à sobrepesca e as mudanças na temperatura dos oceanos.

Mas nos últimos anos, pouco a pouco, grandes cardumes desses peixes têm sido vistos se alimentando novamente na costa britânica. E recentemente, pescadores se depararam com um desses gigantes, que pesava aproximadamente 400 kg e quase 3 metros de comprimento.

Na semana passada, Andrew Alsop compartilhou o vídeo impressionante abaixo que mostra – para provar que não é história de pescador – o atum ao lado do barco, na costa de Pembrokeshire, no País de Gales.

PUBLICIDADE

“De longe, é o maior peixe capturado em águas galesas”, disse Julian Lewis Jones à reportagem da BBC. “Ele tem o mesmo comprimento de um grande tubarão e é imensamente poderoso”.

Pra deixar claro, o atum não foi pescado. Os pescadores o liberaram na água logo após o encontro. No Reino Unido, há regras muito rígidas sobre que espécies podem ser pegas e em relação à pesca esportiva, que estabelece a soltura obrigatória, algo praticado há mais de 100 anos por lá. E é proibido, por lei, vender qualquer peixe obtido nesse tipo de atividade. Os barcos também precisam ter licenças para o chamada “Catch and release (CHART)“.

“A temperatura das nossas águas é fantástica para a vida marinha e se [a pesca] for gerida corretamente, teremos isso para as próximas gerações”, disse. “Todos os anos estamos vendo mais atum e eles estão retornando. Como pescadores, somos guardiões do habitat marinho e temos paixão pela conservação e pelo meio ambiente. A pescaria pode ser sustentável e trazer benefícios socioeconômicos para a área”, afirma Jones.

Um dos objetivos da pesca esportiva no Reino Unido é fornecer informações sobre as populações de peixes para melhorar a compreensão científica e a gestão do atum-rabilho nas águas galesas. O CHART busca também entender melhor e trazer benefícios econômicos para as comunidades costeiras, permitindo que pescadores recreativos pagantes encontrem esses predadores de perto.

Leia também:
Quatro espécies de atum conseguem aumentar suas populações graças a políticas de proteção e combate à pesca ilegal
Gosto e textura de atum, mas não é atum! Ahimi, alternativa sustentável ao peixe ameaçado de extinção
Japonês, “Rei do Sushi”, compra em leilão atum, espécie em risco de extinção, por US$ 3,1 milhões

Foto de abertura: reprodução vídeo

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE