Britânicos criam memorial com milhares de corações para homenagear vítimas da Covid-19

Britânicos criam memorial com milhares de corações para homenagear vítimas da Covid-19

Finalmente os britânicos começam a respirar aliviados. Os números de mortos pela Covid-19 vem baixando consideravelmente nas últimas semanas, graças a um lockdown rígido imposto pelo governo e um plano de vacinação que tem se mostrado bastante eficaz e bem-sucedido. Até este momento, mais de 30 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina e quatro milhões as duas.

Em janeiro, o Reino Unido chegou a registrar mais de 1.800 mortes durante um único dia e na última segunda-feira, dia 29 de março, foram “apenas” 22 óbitos.

Apesar das boas notícias, muitos ainda sofrem com a perda de entes queridos para a Covid-19. Para homenagear aqueles que tiveram suas vidas interrompidas abruptamente pela doença, um grupo de britânicos está convocando a população para criar um memorial, em Londres, para homenagear as vítimas da pandemia.

O National Covid Memorial Wall foi criado pelo movimento Covid-19 Bereaved Families for Justice UK e fica localizado na frente do Parlamento do Reino Unido, em Westminster, e próximo de vários edifícios de órgãos do governo, inclusive, da residência oficial do primeiro-ministro, Boris Johnson.

Britânicos criam memorial com milhares de corações para homenagear vítimas da Covid-19

Ao longo de um muro bastante longo, ao lado do hospital de St. Thomas, na beira do rio Tâmisa, as pessoas estão desenhando corações para representar aqueles que se foram.

“Cada coração representa alguém que foi amado. Alguém que perdemos cedo demais para a Covid-19”, dizem os idealizadores do memorial.

A expectativa é que o mural tenha 150 mil corações. Apesar de o número oficial de mortos até agora no Reino Unido ser de 126 mil pessoas, os responsáveis pela iniciativa estão usando dados do Departamento Nacional de Estatísticas, que inclui casos em que a Covid é mencionada nas certidões de óbito de residentes.

Matt Fowler, co-fundador do movimento, foi o primeiro a desenhar um coração na segunda-feira. Ele perdeu o pai, de 56 anos, para a doença.

Britânicos criam memorial com milhares de corações para homenagear vítimas da Covid-19

Leia também:
Após profissionais de saúde e idosos, Reino Unido vacinará população por faixa etária e não profissão
Maior rede de TV britânica, BBC terá programação educativa especial para crianças durante novo lockdown no Reino Unido
Reino Unido anuncia pacote de auxílio de £1,5 bilhão ao setor de cultura para enfrentar prejuízos pós-pandemia

Fotos: reprodução Twitter @CovidJusticeUk

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta