Biden anuncia meta de 50% dos novos carros vendidos nos Estados Unidos até 2030 serem elétricos

Biden anuncia meta de 50% dos novos carros vendidos nos Estados Unidos até 2030 serem elétricos

O presidente americano Joe Biden assinou ontem (05/05) uma ordem executiva estabelecendo uma meta de que 50% dos novos carros comercializados no país até o final desta década tenham emissões zero de carbono. Ao lado de fabricantes de veículos e representantes de sindicatos da indústria automobilística, ele afirmou que “o futuro da indústria é elétrico e não há mais volta”.

Em abril, Biden apresentou o plano de reduzir em 50% as emissões de carbono dos Estados Unidos até 2030. Para isso, está investindo fortemente na chamada “economia verde”, que tem como principal foco as fontes renováveis e a independência dos combustíveis fósseis – no setor automobilístico, entenda-se aí os veículos movidos a gasolina e diesel.

O desafio não será nada fácil. Carros, principalmente os grandes e bastante poluentes, são uma paixão entre os americanos. No ano passado, apenas 2% dos automóveis novos comprados nos Estados Unidos eram elétricos. Entretanto, as vendas desse segmento estão aumentando e as fabricantes apostando na mudança. Em janeiro, a maior montadora americana, a General Motors, afirmou que só terá modelos elétricos a partir de 2035.

“A questão é se vamos liderar ou ficar para trás na corrida pelo futuro. Costumávamos liderar nessa tecnologia e podemos liderar novamente, mas precisamos agir rápido. O resto do mundo está avançando, só precisamos dar um passo à frente”, disse Biden durante um evento na Casa Branca, em Washington D.C., em que dirigiu um carro elétrico.

Outra medida para combater a crise climática e atingir a meta proposta pelo governo Biden foi anunciada pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês). Ela estabelece uma nova exigência em relação ao padrão de eficiência de veículos. A partir de 2023, os carros novos deverão emitir 10% menos gases de efeito estufa em comparação com o ano anterior, com reduções adicionais de 5% ao ano até 2026.

Leia também:
Biden reverte planos da era Trump de exploração de gás e petróleo em reserva de vida selvagem no Ártico
Em decisão histórica, justiça da Holanda determina que Shell reduza 45% das emissões de CO2 até 2030
Biden apresenta plano de U$1,8 trilhão para garantir mais anos de estudo gratuito para crianças e jovens americanos

Quais são os compromissos do recém-eleito presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para o combate à crise climática

Foto: reprodução Facebook White House

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta