Bear, o cão que resgatou mais de 100 coalas após incêndios na Austrália, recebe homenagem internacional

Bear, o cão que resgatou mais de 100 coalas após incêndios na Austrália, recebe homenagem internacional

O mundo inteiro assistiu perplexo à tragédia que aconteceu na Austrália no final de 2019 e começo de 2020. Incêndios florestais devastaram florestas inteiras no país e milhares de animais morreram. O desastre ficou conhecido como “black summer”. E uma das grandes vítimas da catástrofe foram os coalas. Estima-se que aproximadamente 10 mil deles morreram – cerca de 12% da população da espécie foi perdida. Mas após tanta tristeza, uma história nos faz sorrir novamente. E ela envolve Bear, o cão que ajudou no resgate de mais de 100 coalas, presos em árvores queimadas, que fatalmente iriam morrer de fome.

Bear era um filhote muito agitado. Apesar de ter recebido treinamento para ser um cão de resgate, queria brincar o tempo todo. Por causa disso, acabou sendo abandonado em um abrigo de animais. Foi então encaminhado para o programa Detection Dogs for Conservation da Universidade de Sunshine Coast, na Austrália. Lá aprendeu a usar seu olfato para encontrar coalas. Na floresta, ele usa toda sua energia e corre atrás do cheiro do pelo desses marsupiais.

E com isso, durante os incêndios de dois anos atrás, conseguiu salvar dezenas de coalas. Como reconhecimento ao seu trabalho, Bear recebeu uma homenagem internacional recentemente: o Animal Action Awards (Prêmio dos Animais em Ação), uma iniciativa da organização britânica International Fund for Animal Welfare, que trabalha pelo bem-estar dos animais.

Segundo a veterinária e ecóloga Romane Cristescu, que coordena o projeto de cães usados em programas de conservação, Bear ganhou muito carinho e brincadeiras após a homenagem.

“Achamos que Bear realmente merecia este prêmio porque ele tem sido um bom garoto nos ajudando a encontrar e resgatar muitos coalas, especialmente durante os incêndios florestais, mas ele trabalha durante todo o ano para nos ajudar em nosso trabalho de tornar um lugar melhor e mais seguro para os coalas”, disse Romane Cristescu.

Bear, o cão que resgatou mais de 100 coalas após incêndios na Austrália, recebe homenagem internacional

A entrega do prêmio foi feita virtualmente: Bear estava presente na live

Além de Bear, outro cão também foi homenageado. Durante a pandemia da covid-19, Jasper, de Lancashire, na Inglaterra, visitou inúmeros hospitais para dar apoio e carinho para profissionais de saúde.

“O papel de Jasper sempre foi fazer as pessoas sorrirem e se sentirem melhor, e durante o pico da pandemia, quando todos estavam dando tanto, às vezes a equipe só precisava dar um abraço nele, chorar e voltar para as enfermarias”, contou David Anderson, seu dono.

Bear, o cão que resgatou mais de 100 coalas após incêndios na Austrália, recebe homenagem internacional

Jasper, ao lado do prêmio recebido

“Jasper e Bear são dois cães verdadeiramente incríveis, ambos destacando as relações importantes e positivas entre animais e humanos. Eles fizeram uma grande diferença para muitos e continuam a fazer. Estamos muito orgulhosos em reconhecer suas conquistas com esses prêmios”, disse James Sawyer, diretor do IFAW no Reino Unido.

Abaixo, no vídeo, veja como é o lindo trabalho feito por Bear:

Fotos: divulgação International Fund for Animal Welfare

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Bear, o cão que resgatou mais de 100 coalas após incêndios na Austrália, recebe homenagem internacional

  • 4 de novembro de 2021 em 9:37 AM
    Permalink

    Um exemplo para humanos que, em matéria de Proteção Ambiental, falam mas nao agem.Não

    Resposta

Deixe uma resposta