PUBLICIDADE

Baleias que encalharam no Rio Grande do Norte são guiadas com sucesso para alto mar

Baleias que encalharam no Rio Grande do Norte são guiadas com sucesso para alto mar

Teve sucesso a operação realizada na segunda-feira (03/06) para guiar para águas mais profundas dezesseis baleias-pilotos (Globicephala) que faziam parte de um grupo que encalhou na praia de Pititinga, no município de Rio do Fogo, no Rio Grande de Norte.

Na sexta-feira (31/05) os animais foram encontrados em águas rasas próximo da praia e desde então equipes da organização Projeto Cetáceos da Costa Branca e do Centro de Estudos e Monitoramento Ambiental do Rio Grande do Norte começaram a trabalhar para tentar guiar as baleias de volta ao mar aberto.

A espécie é oceânica e raramente avistada perto da costa. Acontece que essas baleias sempre seguem um líder, a matriarca, e caso ocorra algum problema de desorientação, todas acabam nadando na mesma direção.

Em Pititinga, das 21 baleias que encalharam, cinco morreram. Segundo o Projeto Cetáceos da Costa Branca, amostras coletadas nesses cetáceos confirmaram a presença de uma infecção parasitária nos aparatos auditivos, ou seja, nos ouvidos, o que teria provocando a desorientação espacial.

A operação de ontem contou com a participação de bombeiros e pescadores da região, que emprestaram seus barcos. Foram colocadas redes presas a eles e pouco a pouco as baleias foram levadas a nadar na direção certa.

Ao final, os animais foram deixados a quase 6 km da costa. A expectativa agora é que se afastem do litoral e sigam em mar aberto.

Baleias-pilotos podem ser observadas no mundo todo, em regiões tropicais à temperadas quentes, sobretudo, em alto mar e ilhas insulares, em águas de grande profundidade, com o o caso de Fernando de Noronha, no Brasil.

Espécie do grupo dos golfinhos, elas podem chegar a ter mais de 7 metros de comprimento e pesar até 3 toneladas. Esses cetáceos são carnívoros, alimentando-se principalmente de lulas, mas também comem polvos e peixes. Eles vivem, em média, 60 anos.

———————

Agora o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Acesse este link, inscreva-se, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Leia também: 
Cerca de 500 baleias encalham em ilhas remotas da Nova Zelândia e por causa de tubarões-brancos resgate se torna impossível
Equipes de resgate conseguem salvar 110 baleias encalhadas na Austrália, mas quase 400 morreram

Foto de abertura: reprodução Instagram Cetáceos da Costa Branca

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE