Avenida mais famosa de Paris vai ficar mais verde: com mais árvores e espaço para pedestres, e menos carros

Avenida mais famosa de Paris vai ficar mais verde, com mais árvores e espaço para pedestres, e menos carros

Desde 2014, quando se tornou a primeira mulher a assumir a prefeitura de Paris, Anne Hidalgo, que já está em seu segundo mandato, tem feito propostas e criado medidas para transformar a capital da França numa cidade mais sustentável e verde. Em agosto do ano passado, ela anunciou o plantio de florestas urbanas para combater calor.

E há poucos dias Anne Hidalgo confirmou o projeto de € 250 milhões, cerca de R$ 1,6 bilhão, que fará a recuperação da Champs-Élysées, a avenida mais famosa de Paris. Nas últimas décadas, a rua com quase 2 km de extensão foi tomada por comércio, carros e poluição. A ideia agora é que ela retome seu glamour do passado.

A última renovação feita na Champs-Élysées ocorreu há 25 anos. O novo projeto busca recuperar sua vocação original de “promenade”, como nos tempos do Rei Sol, Louis XIV, quando era chamada de Grand Cours: um imenso jardim onde os parisienses podiam passear e fazer seus piqueniques.

Avenida mais famosa de Paris vai ficar mais verde, com mais árvores e espaço para pedestres, e menos carros

Ilustração com vista aérea de como ficará a região

O projeto apresentado pelo escritório de arquitetura PCA-Stream prevê que a avenida perca metade das suas atuais oito pistas para veículos, torne o acesso dos pedestres mais fácil e estimule a criação de terraços, ao lado de alamedas de árvores.

Avenida mais famosa de Paris vai ficar mais verde, com mais árvores e espaço para pedestres, e menos carros

A Place de la Concorde, acima, também está incluída no projeto de restauração da capital da França,
que em 2024 sediará os Jogos Olímpicos

Antes da pandemia, aproximadamente 100 mil pessoas andavam pela Champs-Élysées diariamente. Cerca de 72% delas eram turistas.

Em 2020, Anne Hidalgo apareceu na lista da revista Time com as 100 Pessoas mais Influentes do Mundo (leia mais aqui).

Abaixo outras ilustrações que fazem parte dos planos futuros para a Champs-Élysées:

Avenida mais famosa de Paris vai ficar mais verde, com mais árvores e espaço para pedestres, e menos carros

Leia também:
Jardim de estação de trem, em Paris, foi escolhido para ser batizado com nome de Marielle Franco
Em Paris, faixas pintadas em homenagem à Parada LGBT tornam-se permanentes depois de vandalismo
Paris estuda oferecer transporte público gratuito para combater poluição
Paris, Madrid, Cidade do México e Atenas dão adeus a carros a diesel

Imagens: divulgação @PCA-Stream

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta