Australianos comemoram nascimento da primeira geração de ‘bilbies’ em New South Wales em mais de 100 anos

Australianos comemoram nascimento da primeira geração de 'bilbies' em mais de 100 anos

Há mais de um século os pequenos bilbies não eram vistos pelos parques de New South Walles. Nativo da Austrália, o Macrotis lagotis ocupava grande parte do país antes da chegada dos europeus por lá. De hábitos noturnos, o marsupial com grandes orelhas, lembrando as de uma lebre, e corpo acinzentado, medindo entre 30 e 55 cm, é um exímio escavador de túneis. Parte importante da cultura indígena, a população do bilby acabou sendo reduzida devido ao desmatamento e a introdução de animais invasores e domésticos.

Mas graças a um trabalho de reintrodução da espécie conduzido pela organização Australian Wildlife Conservancy, em parceria com o governo de New South Wales, nasce agora a primeira geração de bilbies na região.

No segundo semestre de 2019, foram reintroduzidos 50 bilbies em uma área protegida no Parque Nacional de Mallee Cliffs. Depois da soltura, a cada três meses, havia uma checagem nos animais para ter certeza que eles continuavam saudáveis. O monitoramento revelou que estavam em ótimas condições e ganhando peso, o que significava que tinham se adaptado bem ao novo ambiente.

Todavia, o que mais deixou os biólogos felizes foi descobrir que as fêmeas já reproduziram e há muitos novos filhotes de bilbies em Mallee Cliffs.

Australianos comemoram nascimento da primeira geração de 'bilbies' em New South Wales em mais de 100 anos

A expectativa da Australian Wildlife Conservancy é que, na próxima década, a população desses animais chegue a mais de 5 mil indivíduos nas áreas sob a proteção da organização. No país todo, estima-se que atualmente existam 10 mil bilbies na vida selvagem.

Os biólogos explicam que a reintrodução desses marsupiais é importante também para restabelecer o equilíbrio original dos ecossistemas que habitam. Com seu ato de escavar, o bilbie ajuda a deixar o solo mais aerado e assim, contribui para o nascimento de vegetação nativa.

Leia também:
Parque na Austrália celebra nascimento de primeiro coala, meses após incêndios florestais matarem cerca de 10 mil indivíduos da espécie
Coalas resgatados dos incêndios florestais da Austrália são devolvidos à natureza

Fotos: reprodução vídeo e Facebook Australian Wildlife Conservancy

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Australianos comemoram nascimento da primeira geração de ‘bilbies’ em New South Wales em mais de 100 anos

  • 4 de agosto de 2020 em 1:09 PM
    Permalink

    Tomara não sejam pegos para servir de cobaias em experiências com vacinas, como costumam fazer os renomados senhores cientistas na hora de salvar vidas humanas, nem sempre merecedoras da salvação. A não ser que se ofereçam como voluntários, nenhum animal deve morrer para que o ser humano tenha saúde. Raça humana não está com essa bola toda não; que Deus proteja estes fofinhos e os livre do mal, amém.

    Resposta

Deixe uma resposta