Arvoredo: aplicativo do MST mapeia ações de plantio de 100 milhões de árvores pelo país

Em 2019, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra lançou o Plano Nacional Plantar Árvores, Produzir Alimentos Saudáveis com o objetivo de incentivar famílias acampadas e assentadas a plantarem 100 milhões de árvores em todos os estados do país.

A campanha foi criada como resposta à política antiambiental do governo Bolsonaro e tem a intenção de denunciar ações e planos de destruição ambiental do agronegócio e da mineração.

Também visa contribuir para o entendimento – tanto do MST como dos cidadãos brasileiros – de que Reforma Agrária Popular é imprescindível para uma alimentação saudável e de cuidado com a natureza.

Agora, o MST acaba de lançar o aplicativo Arvoredo, que mapeia as ações de plantio realizadas pelo movimento em qualquer lugar do país. Gratuito, inicialmente pode ser baixado apenas pelo sistema Android, no Google Play Store.

Agroflorestas e quintais produtivos

As informações contidas no aplicativo resultam dos registros feitos pelos próprios usuários. Por isso, o MST acredita que haverá maior interação entre os assentamentos, em qualquer região ou estado, já que todos poderão acompanhar em tempo real a recuperação de áreas degradadas, por meio da implementação de agroflorestas e de quintais produtivos.

Bárbara Loureiro, uma das responsáveis pela campanha, explica essa interação: “O aplicativo acompanha o plantio de árvores em todo o país. A gente consegue acompanhar, sistematizar o que está sendo feito em cada estado, fazer um intercâmbio”. 

O aplicativo também tem a função de mostrar a produção de cada território sem terra dentro da reforma agrária, o maior objetivo do MST.

“Quando a gente diz que nossa missão é produzir alimento saudável e cuidar dos meios comuns, a gente quer mostrar na prática como cada território nosso está envolvido”, destaca Loureiro.

Com o aplicativo será possível também ter a dimensão de como a vida dos assentados vem se transformando a partir “da produção agroecológica, dos cuidados com os bens da natureza”, acrescenta ela.

O aplicativo vai mostrar a quantidade de ações realizadas em cada assentamento, o que poderá contribuir para o aperfeiçoamento desse trabalho.

Inicialmente, Arvoredo é destinado somente ao público sem terra, famílias acampadas e assentadas. Mas a intenção do MST é produzir novas versões para ampliar o público usuário, incentivando e dimensionando outras iniciativas de plantios que visem a alimentação saudável, a agrofloresta.

Agora, assista ao video produzido pelo MST sobre o aplicativo.

Fotos: Divulgação/MST

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta