Árvore mais antiga do mundo, com mais de 5 mil anos, pode ser um cipreste no Chile

Árvore mais antiga do mundo, com mais de 5 mil anos, pode ser um cipreste no Chile

Alerce Milenario ou Gran Abuelo. Que nome mais lindo para descrever uma árvore milenar: o bisavô. É assim que é chamado esse cipreste-da-patagônia ou alerce-da-patagônia, (Fitzroya cupressoides), uma espécie de conífera, da mesma família das sequóias gigantes. Ele fica localizado no alto de uma montanha no Parque Nacional Alerce Costero, na região de Los Ríos, ao sul do Chile.

Com mais de 4 metros de circunferência e 40 metros de altura, o cipreste chileno era considerado até então a segunda árvore mais antiga do mundo, ficando atrás apenas de um pinheiro da espécie Pinus longaeva, na cadeia das Montanhas Brancas, na Califórnia, nos Estados Unidos, batizado de Matusalém. Estima-se que ele tenha 4.845 anos de vida.

Para chegar a essas idades, cientistas fazem a contagem de seus anéis de crescimento, calculados a partir de sua medula e do ponto mais baixo possível do tronco, ou seja, uma técnica bastante apurada.

Mas agora, um pesquisador chileno afirma ter descoberto que, na verdade, Gran Abuelo é a mais velha árvore do planeta Terra. Jonathan Barichivich, que trabalha no Climate and Environmental Sciences Laboratory, em Paris, combinou uma contagem parcial dos anéis de crescimento do cipreste com modelagens estatísticas e chegou à conclusão de que há 80% de probabilidade de ele ter mais de 5 mil anos: mais especificamente, 5.484 mil.

Barichivich ainda não divulgou um estudo oficial, em forma de artigo científico, com a sua pesquisa, mas a notícia da análise já empolgou a ministra do Meio Ambiente do Chile, Maisa Rojas, que comemorou em suas redes sociais: “Maravilhoso descobrimento científico: pode ser que a árvore mais velha do mundo vive e tenha crescido ao sul do Chile”.

O cientista chileno tem um motivo muito especial para tentar tanto interesse no Gran Abuelo. Seu avô teria sido o primeiro a descobrir a árvore em 1972. E tanto ele como sua mãe trabalharam como guardas florestais no Parque Nacional Alerce Costero. Quando criança, Barichivich visitou esse gigante da natureza muitas e muitas vezes. “É uma árvore que está muito, muito perto de nossos corações”, diz ele.

*Com informações do site da Science e da Deutsche Welle

Leia também:
Maior árvore do mundo, sequoia gigante da Califórnia, é protegida com cobertor contra incêndio que se aproxima
30% das árvores do mundo estão em risco de extinção: Brasil é o segundo país com o maior número de espécies ameaçadas
Brasil tem maior número de diferentes espécies de árvores do planeta
O planeta ainda tem 9 mil espécies de árvores desconhecidas pela ciência, 40% delas na América do Sul
Canadenses se unem para salvar árvore com 250 anos – mais antiga que o próprio país

Foto: Parque Nacional Alerce Costero/@tonoclates

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta